Prefeitura libera trecho da Av Padre Cícero

Por Agência News Cariri

Após semanas de interdição, o trecho da Avenida Padre Cícero bloqueado para a realização de obras de drenagem foi liberado para condutores e pedestres. A Secretaria de Infraestrutura também retirou as manilhas do canteiro central. Durante um bom tempo, os equipamentos causaram transtornos aos pedestres, que ficaram impossibilitados de fazer a travessia no trecho.

Mesmo liberado, trecho da avenida inspira cuidados, pois ainda será necessário realizar o recapeamento asfáltico da área. A Secretaria ainda não deu prazo para a correção.

Segundo anunciado pela prefeitura, a requalificação e drenagem do trecho abrangeu uma área de 350 metros.

TRE cassa presidente da Câmara de Milagres; mas ele se mantém no cargo até decisão do TSE

Por Madson Vagner 

Apesar de se manter no cargo, o presidente Beto Mitrado está inelegível. No TRE a decisão foi unanime, o que, dificulta uma reviravolta no TSE.

A manutenção da cassação do diploma do presidente da Câmara de Milagres, vereador Beto Mitrado (MDB), pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ajudou a aumentar a dor de cabeça do prefeito Lielson Landim (PDT). Na presidência da Casa a situação deve continuar tranquila para o prefeito, já que, o substituto de Beto, vereador Lorim (MDB), e ligado ao gestor.

O problema é o suplente Israel Santos (MDB) que, quando assumir promete fazer grande barulho na Câmara contra a administração de Lielson. Quando assumir, porque a decisão que cassou Beto é de primeira instância e cabe recursos. Ele deve recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e permanece no cargo até o trânsito em julgado.

Apesar da brecha na lei, Beto Mitrado está inelegível, ou seja, sem direito a reeleição. No TRE, a decisão foi unanime, o que, dificulta uma reviravolta no TSE.

Primeiro encontro de marketing digital: confira a programação completa neste final de semana

No próximo sábado (14), o DED Talks Ceará reunirá grandes nomes do marketing digital em Juazeiro do Norte para um dia inteiro de palestras, feiras de negócios, minicursos, e várias experiências que potencializam as vendas virtuais e sinalizam o futuro do mundo empreendedor, além de representar uma oportunidade para conhecer novas empresas, pessoas, e negócios.

O encontro é direcionado aos profissionais da área de marketing, comunicação, publicidade, e executivos que se interessam em conhecer e utilizar as ferramentas de Marketing Digital.

Confira a programação:

08:30 – Credenciamento

09:30 – Abertura

09:40 – Raphael Falcão – Como transformar seguidores em fãs

10:40 – Manoel Filho – Influencer: a treta da autoridade digital

11:00 – Painel Influencer – Convidados: Carolina Rocha, Úrsula Andress, Rui Patrício

11:40 – Intervalo

13:00 – Fátima Silana – Oportunidades no monitoramento das redes sociais

14:00 – Feira de negócios

14:30 – Podcast Budejo

15:30 – Hugo Lopes – Transformação digital

16:30 – Painel – Convidados: Allen Vidal e Jayan Duarte – Maturidade digital na região do Cariri

17:00 – W. Gabriel – O que falta para os consumidores comprarem mais na internet

18:00 – Valter Rito – Como vender mais no instagram

19:00 – encerramento

Local: Faculdade de Juazeiro do Norte

Inscrições: www.dednordeste.com.br

México planeja dar injeção de capital de US$ 5 bilhões à Pemex

governo do México planeja dar à estatal Petróleos Mexicanos (Pemex) uma injeção de capital de US$ 5 bilhões para reduzir a dívida e ajudar a estabilizar as finanças da companhia, disse nesta quarta-feira o Ministério das Finanças do país.

Segundo a pasta, a injeção de capital será financiada com ativos do Tesouro e não terá impacto sobre a dívida do setor público.

A Pemex disse que usará o dinheiro para o pré-pagamento de bônus com vencimento entre 2020 e 2023 e que também planeja emitir bônus com maturação em sete, 10 e 30 anos para refinanciar a dívida de curto prazo.

Fonte: Noticias ao minuto

 

Inflação em agosto foi maior para as famílias mais pobres, revela Ipea

desaceleração da inflação em agosto foi mais intensa para as famílias de renda mais alta, enquanto os mais pobres viram os preços dos produtos mais consumidos por eles aumentar um pouco mais, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda mostra que as famílias com renda mais baixa sentiram uma inflação de 0,12% em agosto. No mesmo período, o custo de vida aumentou 0,08% para as famílias de renda mais elevada.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), apurado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que faz uma média da variação de preços para as famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos, ficou em 0,11% em agosto.

Os preços do grupo Habitação foram os principais responsáveis pela inflação mais elevada para os mais pobres, segundo o Ipea. “As altas de itens de grande peso na cesta de consumo desse segmento, como energia elétrica (3,85%), aluguel (0,63%) e taxa de água e esgoto (1,34%), geraram um forte impacto”, diz a nota sobre o Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda.

Apesar da alta nesses preços, houve alívio nos gastos do grupo Alimentação, com queda em alguns itens importantes, como tubérculos (-10,7%), verduras (-6,5%), carnes (-0,75%) e leites e derivados (-0,30%).

Por sua vez, a inflação percebida pelos consumidores de renda mais elevada desacelerou mais por causa, especialmente, da deflação nas passagens aéreas. Na média, o preço dos bilhetes ficou 15,7% mais barato em agosto, o que “possibilitou uma contribuição ainda mais favorável do grupo Transportes, implicando um alívio adicional sobre a inflação dessas famílias (da faixa de renda mais alta)”.

O indicador do Ipea separa por seis faixas de renda familiar as variações de preços medidas pelo IPCA. Os grupos vão desde uma renda familiar de até R$ 1.638,70 por mês, no caso da faixa com renda muito baixa, até uma renda mensal familiar acima de R$ 16.391,58, no caso da renda mais alta.

A taxa de inflação das famílias de renda mais baixa acumulada em 12 meses até agosto de 2019 ficou em 3,62%, mais elevada que a da faixa de consumidores mais ricos, de 3,36% no período. O IPCA acumulado em 12 meses até agosto de 2019 foi de 3,43%.

 Fonte: Noticias ao minuto

Maia cobra que governo envie reformas tributária e administrativa

presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta terça-feira, 10, que se o governo quiser participar da discussão da reforma tributária tem de fazê-lo oficialmente, por meio de uma proposta encaminhada ao Congresso. Segundo ele, seria “estranho” o governo não ter uma proposta de reforma de simplificação dos impostos.

Maia negou que tenha feito um acordo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para a tramitação da reforma tributária e do Pacto Federativo no Congresso. Disse que os senadores podem votar a proposta de reforma que tramita no Senado, mas lembrou que, pela Constituição, a proposta enviada pelo governo tem de começar a tramitar pela Câmara dos Deputados. “Não tem como fazer o Senado protagonista nessa agenda”, afirmou.

Já a proposta do Pacto Federativo, que será por meio de Proposta de Emenda à Constituição (PEC), Maia afirmou que poderia ser apresentada por um senador. O presidente da Câmara disse que a apresentação da proposta do Pacto Federativo pelo governo está atrasada. Segundo Maia, o compromisso era que o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro, apresentaria a proposta para tirar as “amarras” do Orçamento.

“Na reforma tributária não teve nenhum tipo de acordo, como alguns senadores estão dizendo”, afirmou Maia, que esteve reunido na noite desta terça-feira, 10, com Guedes. Para o deputado, o conceito da reforma tributária das duas propostas que estão no Congresso não é muito distante na questão do Imposto sobre Valor Agregado (IVA), o novo imposto que seria criado com a fusão dos atuais. “A questão é saber se separa Estados e municípios da União”, ressaltou.

Reforma Administrativa

O presidente da Câmara informou que alertou Guedes que a proposta de reforma administrativa só pode ser apresentada pelo Executivo à Câmara. Entre os pontos da reforma está o fim da estabilidade dos servidores públicos, a redução do número de carreiras e a diminuição dos salários iniciais dos servidores para um patamar mais próximo ao da iniciativa privada.

Maia insistiu que essa proposta é essencial e até mesmo ponderou que ela pode ser mais importante do que a PEC que muda a regra de ouro (que proíbe o governo de se financiar para pagar gastos correntes) que tramita atualmente na Câmara. Maia admitiu que vê risco de a PEC da regra de ouro abrir caminho para mudanças em outra regra, a do teto de gastos (que atrela o crescimento das despesas à variação da inflação). O deputado é contrário a mexer no teto de gastos.

Cessão Onerosa e Lei Kandir

O presidente da Câmara também disse que conversou com o ministro sobre o cronograma de votação da PEC que abrirá caminho para o megaleilão de petróleo do pré-sal. A expectativa é que a proposta esteja pronta para votação em primeiro turno no dia 5 de novembro.

O segundo turno ocorreria logo em seguida, segundo Maia, a tempo do leilão ocorrer esse ano. “É importante que possamos avançar”, disse. Uma das ideias em estudo é incluir na PEC a transferência de R$ 4 bilhões para compensar Estados e municípios exportadores pela desoneração da Lei Kandir.

Fonte: Noticas ao minuto