LOGO-NEWS-CARIRI

Alagoas tem primeiro caso de sarampo em 19 anos, diz Sesau

Por Michelle Farias, G1 AL

Publicidade

A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau) confirmou o primeiro caso de sarampo nos últimos 19 anos. Mesmo com o caso confirmado, não haverá campanha de vacinação em Alagoas para o público em geral. A princípio, quem não tem o calendário vacinal em dia deve tomar a vacina.

O caso registrado foi de um homem de 27 anos que mora em Arapiraca, no Agreste alagoano, e que viajou para Salvador recentemente. Ele retornou para Alagoas no dia 31 de julho já com os sintomas da doença. A Sesau não sabe se o homem foi vacinado contra o sarampo.

A secretaria reforça ainda que, por ser uma doença infecciosa e de alto contágio, todo caso suspeito de sarampo deve ser informado de imediato, por telefone, em até 24 horas do atendimento do paciente.

Outro alerta feito pela Sesau é da necessidade da vacinação dos grupos de risco, como os profissionais da saúde, profissionais do ramo do turismo, setor hoteleiro e de transporte.

Vacinação

A vacinação contra o sarampo ocorre dentro do calendário anual de vacinas, sendo a primeira dose aos 12 meses de vida, com a tríplice viral; e a segunda com 1 ano e três meses, com a tetra viral.

Quem não se vacinou ou tomou apenas uma dose, pode se vacinar até os 49 anos, ficando protegido do sarampo, caxumba e rubéola.

Doença altamente contagiosa

O sarampo é uma doença altamente contagiosa que pode evoluir para complicações e levar à morte;

Os principais sintomas são febre, manchas avermelhadas na pele do rosto e tosse persistente;

A prevenção da doença é feita por meio da vacinação, e os especialistas reforçam que não há relação entre a vacina e o autismo.

Quem deve tomar a vacina contra o sarampo?

Quem ainda não tomou as duas doses da vacina na infância e na adolescência

Quem não tem certeza se já tomou as duas doses deve tomar uma dose extra

Para quem a vacina é contraindicada?

As pessoas que se encaixem em um dos perfis abaixo devem consultar seu médico antes de tomar a vacina:

Gestantes

Pessoas com baixa imunidade ou gripadas

Pacientes em tratamento contra o câncer

Pacientes portadores de doenças que derrubam o sistema imunológico, como a Aids

 Fonte: g1.com

Leia também