LOGO-NEWS-CARIRI

TRE iniciará a biometria em cinco municípios da Região do Cariri

O vice-presidente e corregedor Regional Eleitoral (CRE), desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto, presidirá audiências públicas nas sedes das Zonas Eleitorais. Foto: reprodução internet
O vice-presidente e corregedor Regional Eleitoral (CRE), desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto, presidirá audiências públicas nas sedes das Zonas Eleitorais. Foto: reprodução internet

Publicidade

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) dará início, na sexta-feira, 12/7, aos procedimentos de biometria obrigatória nos municípios de Assaré, Tarrafas, Antonina do Norte, Campos Sales e Salitre.

O vice-presidente e corregedor Regional Eleitoral (CRE), desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto, presidirá audiências públicas nas sedes das Zonas Eleitorais, em Assaré (que abrange os municípios de Tarrafas e Antonina do Norte), às 10h, e em Campos Sales (que inclui Salitre), às 14h, para marcar o lançamento da campanha. Na ocasião, a coordenadora de administração do cadastro eleitoral, Lorena Belo, fará apresentação técnica com dados e informações importantes sobre o processo de revisão biométrica no Ceará e nos municípios.

O prazo para os eleitores realizarem a revisão biométrica obrigatória vai até o dia 31 de outubro para os cinco municípios.

Números

Os números nos municípios onde a revisão será iniciada são bastante favoráveis: dos19.162 eleitores de Assaré, 14.980 (78%) já foram recadastrados; em Tarrafas, dos 7.584, 6.185 (81%) também já estão biometrizados. Em Antonina do Note, 5.195 (74%) dos 6.952 eleitores fizeram a biometria. Já em Salitre, dos 13.017, 7.777 (60%) cadastraram as digitais. E em Campos Sales, 14.175 (68%) dos 20.701 eleitores foram atendidos.

Atendimento

Na data e hora marcados, é necessário levar documento de identificação oficial e comprovante de residência recente, além do título de eleitor, se tiver. O procedimento é simples e rápido.

Biometria

A biometria é o procedimento de coleta das impressões digitais com atualização dos dados cadastrais. Além de reforçar a segurança da identificação do eleitor na hora do voto, uma vez que as digitais de cada um são únicas, é uma oportunidade para a Justiça Eleitoral realizar a depuração do cadastro, excluindo os eleitores que não comprovaram vínculo com o respectivo município.

Fonte: TRE-CE

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *