LOGO-NEWS-CARIRI

Poder da leitura: Unidades prisionais do Ceará recebem doações de 700 livros

F6711F2B-91A5-4417-B31E-903927AF0B65

Publicidade

Ampliando ainda mais o acesso à leitura e a ressocialização dos detentos, a Secretaria da Administração Penitenciária recebeu a doação de mais de 700 livros da Faculdade do Maciço de Baturité (FMB). A entrega foi realizada nesta sexta-feira (12), na sede da SAP, através de representantes da instituição educacional e recebida pelo secretário executivo da SAP, Maiquel Mendes.

De acordo com o coordenador da graduação Taffarel Silveira, a iniciativa foi realizada após uma visita dos alunos do curso de Direito da faculdade a Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes. “Nós visitamos a unidade para entender a realidade de um psicólogo que trabalha na área jurídica. Chegando lá, eles nos surpreenderam e disseram que queria ter mais acesso a livros. Depois dessa conversa mobilizamos vários setores para a doação”, disse.

Foram apenas 15 dias de campanha na faculdade e mais de 700 obras arrecadadas. Os livros variam entre didáticos, ficção, autoajuda e romance. O estudante de Direito, Raul do Nascimento que participou da visita a unidade falou da alegria em corresponder o pedido feito pelos detentos. “É uma situação muito gratificante porque eles pediram e nós vamos poder ajudar. Acredito que eles vão ficar surpresos com a quantidade de livros que irá chegar até a biblioteca. Alguns detentos que ainda estão se alfabetizando terão a oportunidade de ler livros clássicos da nossa literatura”, ressaltou.

O secretário executivo Maiquel Mendes destacou a grande importância dessas doações dentro do projeto de ressocialização feito pela Secretaria. “É um trabalho muito importante para a continuidade da inclusão dos apenados. As parcerias com faculdades, universidades, a sociedade em geral vendo com outros olhos o sistema prisional, vamos realmente conseguir que esses presos tenham oportunidade real ao sair do presídio”, afirmou.

Projeto Livro Aberto

O apenado tem a oportunidade de conseguir reduzir seu tempo dentro do presídio com a leitura. Ele escolhe por mês um obra literária dentre os títulos selecionados para a leitura. O detento terá o prazo de 21 a 30 dias para apresentar ao final desse período o relatório de leitura ou resenha.

O relatório deve ser elaborado de forma individual, presencial, e local adequado. A resenha que atingir a nota igual ou superior a 6,0 será aprovado pela Secretaria de Educação do Estado do Ceará (Seduc).

Depois, isso é levado para a vara judicial para ser avaliado sobre a redução da pena. Ao final de 12 obras lidas e avaliadas, ele terá a possibilidade de remir 48 dias no prazo de 12 meses da pena.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *