“Saio transando com qualquer coisa que cruze o caminho”, diz Anitta sobre fase solteira

Aos 26 anos, artista está atualmente namorando o surfista Pedro Scooby

A cantora Anitta, 26 anos, usou as redes sociais para fazer uma revelação bastante ousada. De acordo com ela, estar namorando o surfista Pedro Scooby, 30, atualmente é a melhor coisa que poderia ter acontecido. O motivo é curioso: segundo a artista, quando está solteira, ela gosta de transar com qualquer coisa que cruze o seu caminho.

A declaração foi dada em espanhol. Anitta está na Colômbia divulgando seus trabalhos e participando de programas de rádio. Mas nas horas vagas ela conta que gosta de passear pela região e encontra muita gente bonita.

Estou muito feliz que hoje tenho um namorado. Isso é incrível, porque, se fosse antes, vindo para cá, que a cada lugar que você entra tem uma pessoa bonita, um cara lindo, uma mulher linda, seria louco. Não deixaria nada sem passar por mim depois de um tempo viajando pela Colômbia, porque o que foi isso — disse.

Ela completou o raciocínio:

Vocês sabem que eu, quando estou solteira, saio transando com qualquer coisa que cruze meu caminho. Homem, mulher, cachorro. Não, cachorro não pode revelou.

Então acho que foi Deus que colocou meu namorado em minha vida neste momento, para que eu fique mais tranquila  afirmou a artista, que lança no país o single Rosa.

Fonte: FOLHAPRESS

TRE iniciará a biometria em cinco municípios da Região do Cariri

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) dará início, na sexta-feira, 12/7, aos procedimentos de biometria obrigatória nos municípios de Assaré, Tarrafas, Antonina do Norte, Campos Sales e Salitre.

O vice-presidente e corregedor Regional Eleitoral (CRE), desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto, presidirá audiências públicas nas sedes das Zonas Eleitorais, em Assaré (que abrange os municípios de Tarrafas e Antonina do Norte), às 10h, e em Campos Sales (que inclui Salitre), às 14h, para marcar o lançamento da campanha. Na ocasião, a coordenadora de administração do cadastro eleitoral, Lorena Belo, fará apresentação técnica com dados e informações importantes sobre o processo de revisão biométrica no Ceará e nos municípios.

O prazo para os eleitores realizarem a revisão biométrica obrigatória vai até o dia 31 de outubro para os cinco municípios.

Números

Os números nos municípios onde a revisão será iniciada são bastante favoráveis: dos19.162 eleitores de Assaré, 14.980 (78%) já foram recadastrados; em Tarrafas, dos 7.584, 6.185 (81%) também já estão biometrizados. Em Antonina do Note, 5.195 (74%) dos 6.952 eleitores fizeram a biometria. Já em Salitre, dos 13.017, 7.777 (60%) cadastraram as digitais. E em Campos Sales, 14.175 (68%) dos 20.701 eleitores foram atendidos.

Atendimento

Na data e hora marcados, é necessário levar documento de identificação oficial e comprovante de residência recente, além do título de eleitor, se tiver. O procedimento é simples e rápido.

Biometria

A biometria é o procedimento de coleta das impressões digitais com atualização dos dados cadastrais. Além de reforçar a segurança da identificação do eleitor na hora do voto, uma vez que as digitais de cada um são únicas, é uma oportunidade para a Justiça Eleitoral realizar a depuração do cadastro, excluindo os eleitores que não comprovaram vínculo com o respectivo município.

Fonte: TRE-CE

‘A gente tira a sedação e ela demonstra consciência’, diz médica sobre jovem queimada com líquido corrosivo

A jovem Mayara Estefanny Araújo, que sofreu queimaduras após ser atingida por um líquido corrosivo, apresenta melhora no quadro clínico, mas continua em estado grave e respirando com a ajuda de aparelhos na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital da Restauração (HR), no Centro do Recife. Segundo o hospital, ela mantém “certo grau de consciência” quando o sedativo diário é retirado.

“A gente tira a sedação e ela demonstra consciência. Ela tenta se mexer e isso não é interessante. Uma vez que ela não assume a ventilação sozinha, a gente seda”, afirma a chefe da UTI Adulta do HR, Fátima Buarque, sobre a paciente de 19 anos.

Mayara está internada desde a noite da quinta (4), quando o crime foi cometido em Nova Descoberta, na Zona Norte da cidade. Segundo a polícia, em 19 dias, ela registrou três queixas contra o ex-companheiro, que foi preso na segunda (8). Suspeito de envolvimento na agressão, um amigo dele já havia sido preso na sexta (5).

De acordo com a médica, Mayara chegou ao hospital 30 minutos após a agressão com parte da cabeça, mãos, tórax e perna queimados. “Cerca de 10 minutos após o atendimento, ela já não conseguia nem falar”, conta.

A paciente, de 19 anos, não tem comprometimento renal, mas segue com insuficiência respiratória. “O pulmão dela ainda está comprometido pela inflamação consequência desse processo e a gente está muito confiante na recuperação dela. […] Estamos analisando se, dentro de 10 a 15 dias, será necessário fazer uma traqueostomia”, afirma a médica.

A quantidade de pele perdida na agressão é o principal dano e a prioridade é manter a paciente viva, para posteriormente avaliar a possibilidade de ser realizado um transplante de pele, segundo a médica. “A perda hídrica é muito grande. O desafio é que não haja inflamação em nenhuma parte do corpo. Em alguns membros, já é possível notar cicatrização”, diz.

De acordo com a médica, a evolução do quadro clínico da paciente acontece conforme o esperado devido ao tempo em que ela está internada.

“É uma evolução dentro do tempo. Não houve piora, mas também não teve uma melhora acentuada. Ela é jovem, então a probabilidade de ela recuperar os tecidos é muito melhor do que uma pessoa de 70 anos. Ela tem essa força, essa energia interna e positiva de que vai conquistar, isso é muito interessante”, diz.

De acordo com o HR, exames iniciais apontaram que o líquido corrosivo jogado na jovem era soda cáustica. Segundo a Polícia Civil, a substância utilizada foi ácido sulfúrico, mas o resultado da perícia ainda não foi divulgado.

Como a visão da jovem foi afetada pela substância corrosiva, ela é acompanhada diariamente por médicos na Fundação Altino Ventura. “Independente de haver lesão de córnea, já foi iniciado um tratamento para que as sequelas sejam as menores possíveis”, conta a médica.

Fonte: g1.com

Sequela de zika em bebê pode surgir após 2 anos

Um estudo feito com bebês de mulheres infectadas pelo zika na gestação mostra que um terço deles registrou algum atraso no desenvolvimento até dois anos e oito meses após o nascimento. O achado indica que o vírus pode provocar problemas neurológicos, visuais e auditivos mesmo em bebês nascidos sem microcefalia ou qualquer outra anormalidade.

Responsáveis pelo estudo, os pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) vêm acompanhando 216 bebês nascidos entre 2015 e 2016 no País. Todos eles são filhos de mulheres que tiveram a infecção pelo vírus confirmada em algum momento da gravidez.

De acordo com a pesquisa, publicada na última segunda-feira na revista científica Nature Medicine, 68 das 216 crianças avaliadas (31,5%) tiveram problemas neurológicos detectados no período de 7 a 32 meses de idade.

“O problema mais comum foi atraso no desenvolvimento da linguagem, mas observamos também atrasos motores e cognitivos”, destacou a pediatra Maria Elisabeth Moreira, pesquisadora da Fiocruz. “Nossa intenção é monitorar essas crianças até a idade escolar”, destaca a médica.

De acordo com a especialista, embora não seja possível afirmar que todos os casos de atraso sejam sequelas do zika, há uma associação entre a infecção e os problemas no desenvolvimento. “Há outras causas para atrasos no desenvolvimento, mas vemos uma associação porque temos um grupo controle de bebês, de mães que não foram infectadas pelo zika, e, nesse grupo, o índice de bebês com problemas no neurodesenvolvimento é de 15%, metade do registrado no grupo de bebês de mães com zika”, explica ela.

Os resultados da pesquisa reforçam descobertas feitas pelo mesmo grupo logo após o início da epidemia de zika e microcefalia no País. Na época, os cientistas já verificavam que as sequelas da infecção poderiam aparecer meses após o nascimento.

Agora, com as crianças mais velhas e a possibilidade de um tempo maior de monitoramento, os cientistas concluem que o aparecimento dos problemas pode ser ainda mais tardio.

Inverso

Os cientistas também acharam entre os bebês monitorados casos inversos, ou seja, nos quais o bebê nasceu com alguma anormalidade e se desenvolveu normalmente depois.

Do total de crianças acompanhadas, 49 apresentavam algum problema logo após o nascimento, mas 24 delas (49%) tiveram avaliações normais no segundo e terceiro anos de vida.

Entre os bebês com alguma anormalidade, oito haviam sido diagnosticados com microcefalia. Destes, dois voltaram a ter um crescimento cerebral adequado, sem apresentar, no decorrer do crescimento, qualquer problema neurológico, motor, visual ou na linguagem.

Maria Elisabeth destaca que esses dois bebês puderam ter uma boa evolução porque, embora tivessem perímetro cefálico abaixo do adequado ao nascer, não tinham lesão cerebral, diferentemente da maioria dos bebês com microcefalia.

Para a especialista, ambos os achados do estudo reforçam a necessidade de monitoramento constante dessas crianças para detecção de eventuais sequelas tardias e do início precoce das terapias de estimulação para que eventuais anormalidades detectadas no nascimento possam ser revertidas ou minimizadas.

Esse cenário, porém, ainda está longe de ser alcançado no Brasil. De acordo com dados do Ministério da Saúde, dos 3,3 mil bebês nascidos com má-formação causada pelo zika entre 2015 e 2018, só 35% têm acesso à estimulação precoce.

Outro problema é a falta de recursos para pesquisas que mostrem o impacto das terapias de estimulação nessas crianças. “Precisamos de mais investimentos. Tentamos, mas não conseguimos financiamento para essa pesquisa”, diz Maria Elisabeth. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Notícias ao Minuto

Jovem suspeito de tráfico de drogas é preso com quase mil comprimidos de ecstasy, na PB

Um jovem suspeito de tráfico de drogas foi preso com quase mil comprimidos de ecstasy, pela Polícia Federal, no bairro do Bessa, em João Pessoa. A prisão aconteceu nesta quarta-feira (10), na Operação Fim de Festa, com o objetivo de combater o tráfico de drogas sintéticas.

A operação contou com a participação de 10 policiais federais. O jovem estava com 994 comprimidos que vieram do Paraná para serem comercializados em festas no estado de Pernambuco.

O jovem, de 20 anos, deve responder pelos crimes de tráfico interestadual e associação para o tráfico de drogas. Ele foi encaminhado para a sede da Polícia Federal, em Cabedelo, na Grande João Pessoa.

 Fonte: g1.com

Ônibus atinge poste após motorista sofrer mal súbito, em Fortaleza

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o ônibus da linha Conjunto Esperança-Centro colidiu em um poste na Rua Cônego de Castro, no Bairro Vila Peri. O acidente aconteceu no fim da manhã desta segunda-feira (8) após o motorista do coletivo sofrer um mal súbito. Alguns passageiros tiveram ferimentos leves.

As imagens mostram que o ônibus trafegava pela via normalmente e, ao se aproximar da parada de ônibus bate no poste. Uma motocicleta por pouco não foi atingida. Quando o veículo para é possível perceber um clarão. Em seguida, os fios caem e um carro freia rapidamente ao perceber o acidente.

O veículo fazia a linha 331- Conjunto Esperança Centro. A Enel Distribuição do Ceará disse que o poste atingido e os outros equipamentos ficaram danificados. Com o impacto o ônibus ficou parcialmente destruído.

Fonte: g1.com

Barragem se rompe em Pedro Alexandre, na Bahia; prefeito de cidade vizinha pede a moradores que deixem suas casas

Uma barragem se rompeu no povoado de Quati, que fica em Pedro Alexandre, localizada a cerca de 435 km de Salvador, na manhã desta quinta-feira (11). Conforme a Defesa Civil da cidade, as fortes chuvas que caem na região do Rio do Peixe contribuíram para o rompimento da estrutura. Não há registro de feridos.

Conforme Júnior Alexandre, secretário de comunicação de Coronel João Sá, município que fica a cerca de 45 km de Pedro Alexandre, a água da barragem deve chegar à cidade ainda na tarde desta quinta. O percurso do rio entre as duas cidades, no entanto, é de cerca de 80 km. Há risco de invasão de casas e de prejuízos materiais.

Desde o início da manhã, a administração de Coronel João Sá, que em um nível abaixo da barragem e é cortado pelo Rio do Peixe, pede para cerca de 120 famílias que moram às margens do rio deixem o local. No total, 300 pessoas vivem na área considerada com risco de ser atingida pela água.

Até por volta das 15h, a prefeitura ainda não tinha conseguido fazer a retirada das pessoas das casas. Os moradores, segundo o secretário de comunicação, se recusam a deixar os imóveis.

Chove forte na região entre Pedro Alexandre e Coronel João Sá há, pelo menos, 5 dias. A barragem do Quati transbordou por volta das 6h desta quinta, e a estrutura se rompeu às 11h.

De acordo com a Superintendência de Defesa Civil do Estado da Bahia (Sudec). Por conta da quantidade de lama que se misturou com a água, as estradas estão intransitáveis, o que dificulta o atendimentos pelos órgãos à população.

Segundo Carla Leão, coordenadora da Defesa Civil em Pedro Alexandre, algumas casas que ficam no povoado de Quati foram tomadas pela lama.

“Algumas casas foram invadidas, mas não teve feridos. Ainda não conseguimos contato com esses moradores porque o povoado está ilhado. Tem muita lama e água no caminho. Apesar disso, sabemos que eles não foram atingidos porque entramos em contato antes, e eles deixaram as casas antes do rompimento”, afirmou a coordenadora.

A Defesa Civil local informou que acionou o Corpo de Bombeiros de Paulo Afonso para ajudar nos atendimentos da região.

“A preocupação é com a cidade de Coronel João Sá. Ela está na rota que a lama seguirá. Então, pedimos que as pessoas procurem ajuda. Já fiquei sabendo que a prefeitura está fazendo o trabalho de retirada dos moradores. Muitos já foram para abrigos”, completou a coordenadora.

Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Pedro Alexandre tem cerca de 16.695 moradores. Já Coronel João Sá tem uma população que chega a 17.066.

Por conta do rompimento da barragem, Carlinhos Sobral, prefeito de Coronel João Sá, publicou um vídeo nas redes sociais alertando sobre o risco das pessoas continuarem nas casas.

“Pessoal, a barragem do Quati estourou. É uma situação atípica. Nunca aconteceu isso com essa barragem. Nós não sabemos as consequências. Eu peço encarecidamente que todas as pessoas que moram em área de risco que saiam das suas casas, que peguem seus documentos pessoais, peguem seus objetos de valores, o que puderem levar. A gente não sabe as consequências, nunca passamos por ela. É melhor prevenir. Estou monitorando. Todas as escolas já estão disponíveis para receber as pessoas”, afirmou o prefeito.

Segundo a prefeitura, os bairros que podem ser atingidos são: Beira Rio, Bonfim, José Antônio dos Santos, Santo Antonio (Rua velha), Galo, Barroquinha, além dos que estão próximos ao Rio do Peixe. A recomendação é que as famílias procurem a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

Por volta das 12h30, o prefeito divulgou no perfil oficial no Instagram as escolas que estão disponíveis para acolher a comunidade. Conforme o post, as pessoas podem procurar abrigo no Colégio Municipal Maria Dalva, no Ruy Barbosa, Juracy Magalhães e também no Paraíso Infantil.

 Fonte: g1.com

Justiça decide que acusados de integrar milícia em Alagoas vão a júri popular

Dois homens acusados de integrar uma milícia em Alagoas devem ir a júri popular. A decisão é da 7ª Vara Criminal de Maceió e foi divulgada nesta quinta-feira (11). A data do julgamento ainda não foi definida.

Segundo a acusação, os réus estão envolvidos em um assassinato cometido em 2015, em Ipioca, bairro da capital alagoana. A vítima foi morta a tiros e a ordem para executá-la teria partido de um Policial Militar, apontado como chefe da milícia.

O grupo de milicianos atuava eliminando rivais e protegendo estabelecimentos comerciais da região.

Os acusados vão responder por homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima).

“Cabe ao Conselho de Sentença, verdadeiro julgador da causa, deliberar sobre as acusações”, afirmou o juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade, titular da 7ª Vara Criminal, na sentença de pronúncia proferida na quarta (10).

Fonte: g1.com

Quem é Wesley Moraes, a contratação mais cara da história do Aston Villa?

Eslováquia, Bélgica e… Premier League! A maior contratação da história do Aston Villa é brasileiro e pouco conhecido por aqui. Wesley Moraes atuava no Club Brugge antes de se transferir para o time de Birmingham nesta janela de transferência, em negócio que girou em torno de € 25 milhões (R$ 105 milhões). Mas, afinal, quem é Wesley?

Natural de Juiz de Fora, Minas Gerais, o centroavante de 22 anos é uma daquelas clássicas histórias de jogadores que não chegam a jogar profissionalmente no Brasil e tentam a sorte logo cedo no exterior. O primeiro clube do jogador de 1.91m foi o Trencin, da Eslováquia. Depois de uma temporada por lá, o jogador foi para o Club Brugge, da Bélgica, onde virou ídolo. Agora, Wesley realiza o sonho de jogar na Inglaterra, em uma das ligas mais badaladas do planeta.

– Graças a Deus, essa oportunidade chegou. Um passo à frente na minha carreira. Agora, é procurar me adaptar o mais rápido possível e ajudar o Aston Villa com gols. Era um desejo meu de vir jogar na Inglaterra e o Aston Villa me proporcionou isso. Estou muito feliz – disse.

A transferência do jogador para os Villans também foi a maior venda da história do futebol belga. Pelo Brugge, o atacante disputou 130 jogos, marcou 38 gols e deu 14 assistências. Foram quatro taças: dois Campeonatos Belgas (2015/2016 e 2017/2018) e duas Supercopas da Bélgica (2016/2017 e 2018/2019). Além disso, Wesley foi eleito duas vezes o melhor jogador jovem da Bélgica, em 2017 e 2018, e virou xodó da torcida.

– Foram anos incríveis, os melhores que eu tive até hoje na minha carreira. Eu só tenho a agradecer ao Brugge, à diretoria e aos torcedores pelo tempo que eu passei lá. Conseguimos ser campeões da Supercopa e do Campeonato Belga duas vezes. Existe um carinho imenso da torcida comigo e meu com eles, e isso vai ficar sempre – contou. 

Entenda a fertilidade em cada etapa da vida da mulher

A mulher passa por diversas fases reprodutivas durante a vida, da infância até a idade adulta. Entretanto, nem todas sabem como funcionam esses ciclos. A vontade de se tornar mãe em uma idade mais avançada faz parte dos desejos de muitas mulheres hoje em dia, mas especialistas afirmam que a capacidade reprodutiva tem a sua própria dinâmica e os níveis de fertilidade e chances de gravidez variam de acordo com cada faixa etária. E não são só elas que “sofrem” os efeitos do tempo nesse quesito. Homens também têm sua fertilidade diminuída após os 35 anos – e, de acordo com estudos recentes, na medida em que os pais têm filhos quando estão mais velhos, aumenta a chance de os bebês nascerem com problemas.

De acordo com a especialista em medicina reprodutiva de Juazeiro do Norte, Marcela Cabral, a idade com menor risco de complicações na gravidez e no pós-parto é entre 25 e 29 anos, mas outros fatores precisam ser avaliados. “Não podemos dizer com precisão que essa é a melhor idade, porque cada pessoa tem um organismo diferente, mas normalmente essa faixa etária é onde encontramos menos problemas”, explica. Ele ainda ressalta que as técnicas de fertilização in vitro podem ajudar, mas não pode comandar o relógio biológico da mulher.

Etapas da vida:

Mais de 20 anos – a partir dos 20 e poucos anos, a qualidade dos óvulos já começa a ser decrescente.

25 aos 29 anos – Nessa fase da vida da mulher, as chances são grandes dela ter uma gestação com baixos riscos de complicações na gravidez e no pós-parto.

29 aos 35 anos – Nessa faixa de idade, a qualidade dos óvulos ainda é considerada boa e as chances de gravidez ainda são consistentes.

35 anos + – Tentar engravidar após os 35 aumenta e muito o risco de complicações. “As mulheres já passam a procurar os especialistas em medicina reprodutiva, porque já passa a ser mais difícil engravidar de forma natural”, diz Marcela

Em 24 horas, Polícia registra dois casos de estupro contra criança e uma adolescente

Uma criança de 4 anos de idade e uma adolescente, de 12 anos, foram vítimas de crime de estupro a vulnerável nas últimas 24 horas no Ceará, aumentando as graves estatísticas deste tipo de delito no Ceará. Os casos aconteceram nas cidades de Maracanaú (na Região Metropolitana de Fortaleza/RMF) e Russas (no Vale do Jaguaribe).

Em ambos os casos, a Polícia conseguiu identificar e prender rapidamente os acusados dos crimes. Contra eles foram lavrados autos de prisão em flagrante e os dois abusadores já estão detidos à disposição da Justiça, devendo ser transferidos, ainda nesta quinta-feira (11) para unidades do Sistema Penitenciário Estadual.

O primeiro caso ocorreu em Maracanaú, onde uma criança de 4 anos de idade foi vítima de abuso sexual dentro de casa. O autor do crime estava trabalhando na residência dos pais da menina e haviam se ausentado. A criança e três irmãos ficaram com o homem, que trabalha como vidraceiro. Na volta dos pais para a residência, a menina contou o que havia acontecido.

Um Boletim de Ocorrência (B.O.) foi registrado na Delegacia Metropolitana de Maracanaú e, logo, os policiais daquela unidade localizaram o suspeito. A princípio, ele negou o fato, mas, diante das provas, confessou.

Outro caso

Já na cidade de Russas (a 163Km de Fortaleza), um homem foi detido em um posto de combustíveis na BR-116, na manhã de ontem (10), após a Polícia ser informada de que ele havia estuprado uma garota de 12 anos. Os pais da adolescente procuraram a Delegacia Regional e fizeram um B.O. Logo depois, o abusado foi detido em flagrante.

Fonte: CN7