40 câmeras e mais de 400 policiais vão garantir a segurança na Expocrato

Por Agência News Cariri

Representantes de órgãos de segurança pública e organizadores da Expocrato se reuniram nessa quarta-feira (10) em coletiva de imprensa para destacar o plano de segurança para o Festival Expocrato que começa nesse sábado (13) e termina no domingo (21).

Durante a coletiva, os representantes destacaram que serão mais de 300 policiais fazendo a segurança na área dos shows e 40 câmeras de segurança de alta tecnologia. Já para todo o entorno do parque, a secretaria de segurança pública do Estado disponibilizará cerca de 150 militares no policiamento ostensivo a pé, em viaturas, cavalos e motos. Além disso haverá uma guarnição extra atuando 24 horas. Já a delegacia de polícia civil atuará próximo ao parque  durante todos os dias do evento.

Já a prefeitura municipal do Crato disponibilizará 65 agentes da guarda municipal para garantir a segurança e 25 agentes do DEMUTRAN durante o dia e a noite.

 

Novos distritos turísticos serão criados no Ceará

O Governo do Ceará já pode criar novos distritos turísticos no Estado. A proposta, que tem como objetivo contribuir para uma gestão mais específica e focada no desenvolvimento do potencial de cada região, foi aprovada na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (10). Essas áreas serão definidas e geridas pelo poder público por meio de estudos técnicos.

O projeto também prevê a criação de métodos para incentivar a atração de novos empreendimentos para os locais escolhidos, a regulamentação das áreas que serão transformadas em distritos e a necessidade de atendimento às normas ambientais vigentes. A primeira área proposta seria a região de Jericoacoara, praia situada a 294 km de Fortaleza. Depois, o Litoral Leste.

Para o secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, o objetivo é permitir que haja melhores condições de trabalho na relação entre as prefeituras e os investidores. Isso porque será criado um conselho deliberativo para cada distrito, que ficará encarregado de fiscalizar o cumprimento das restrições dos distritos, sugerindo a adoção de ações concretas para coordenação e execução de uma política de sustentabilidade e de incentivo à instalação de novos empreendimentos turísticos nesses locais.

“Esses conselhos terão a participação de representantes do Estado e também da sociedade civil. Os benefícios desse projeto vão atingir toda a cadeia turística do Ceará. O trade turístico vê com bons olhos iniciativas que venham para aliviar impostos e facilitar as regras para execução das atividades turísticas. No primeiro momento, Jericoacoara será beneficiada. Depois, a tendência é fazer distritos turísticos no Litoral Leste e em Fortaleza, num projeto que estamos pensando em conjunto com a Prefeitura”, ressalta o titular da Setur.

Fonte: Governo do Estado do Ceará

Deputados retiram prisão em 2ª instância do pacote de Moro

No dia em que as atenções estavam voltadas para a reforma da Previdência, a Câmara rejeitou nesta terça-feira, 9, uma das principais bandeiras do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e dos procuradores da Lava Jato. O grupo de trabalho criado para analisar o pacote anticrime apresentado pelo ex-juiz decidiu, por 7 votos a 6, retirar do texto a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

A intenção de Moro ao apresentar a medida era incluir na lei o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) desde 2016, que permitiu, por exemplo, a prisão de vários dos condenados na Lava Jato, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Até então, um réu só poderia começar a cumprir sua pena após o chamado transitado em julgado – ou seja, após esgotadas as possibilidades de recursos pela defesa, o que poderia levar anos, aumentando a sensação de impunidade.

A votação na Câmara ocorre no momento em que o próprio Supremo não descarta a possibilidade de um recuo. O presidente da Corte, Dias Toffoli, já sinalizou que a decisão de três anos atrás pode ser rediscutida no segundo semestre deste ano.

A maioria dos deputados justificou o voto com um argumento técnico. A avaliação é de que a mudança apresentada por Moro deve ser tratada no Congresso por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) – que exige os votos, em dois turnos, de 60% dos deputados e dos senadores -, e não por projeto de lei, que precisa de maioria simples, como foi enviado por Moro aos parlamentares.

O pacote anticrime de Moro acrescentava um artigo ao Código de Processo Penal para estabelecer que um tribunal, ao proferir acórdão condenatório, “determinará a execução provisória das penas privativas de liberdade”. “Se quiser modificar esse ponto, o ministro e sua bancada deverão fazer através de PEC”, afirmou o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ), contrário à proposta.

Relator

O relator da matéria no grupo de trabalho, deputado Capitão Augusto (PL-SP), que havia mantido a proposta de Moro em seu relatório, criticou a decisão dos colegas. “O que aconteceu aqui, hoje (ontem, terça), favorece a impunidade. A aprovação da proposta nos garantiria a certeza de que condenados por Moro ficariam na cadeia mesmo se o Supremo revisse seu entendimento”, afirmou o deputado.

A votação no grupo de trabalho foi o primeiro passo do pacote anticrime na Câmara. As propostas ainda deverão passar por comissões da Casa e pelo plenário, onde ainda podem sofrer alterações.

A decisão, porém, representa um novo revés político ao ministro, que declarou ter abandonado 22 anos de magistratura com o propósito de aprovar medidas que atualizem a legislação de combate à corrupção no País. Em maio, Moro já havia perdido, por decisão dos parlamentares, o controle do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para o Ministério da Economia.

Além de Freixo, rejeitaram a medida os deputados Lafayette de Andrada (PRB-MG), Paulo Teixeira (PT-SP), Margarete Coelho (PP-PI), Orlando Silva (PCdoB-SP), Fábio Trad (PSD-MS) e Paulo Abi Ackel (PSDB-MG). A favor, além do relator, votaram os deputados Coronel Chrisóstemo (PSL-RO), Adriana Ventura (Novo-SP), Subtenente Gonzaga (PDT-MG), Carla Zambelli (PSL-SP) e João Campos (PRB-GO).

Desidratado

Além da prisão em segunda instância, o grupo ainda vai analisar, pontualmente, outros 15 itens do pacote anticrime de Moro. Em junho, o jornal O Estado de S. Paulo mostrou que o pacote anticrime do ministro seria desidratado na Câmara.

Os deputados devem rejeitar também a possibilidade de a Polícia Federal desmembrar automaticamente investigações, sem a necessidade de autorização de tribunais superiores. Os parlamentares não querem também autorizar que agentes infiltrados possam induzir um suspeito a cometer um crime. Outro tópico que deve ser rejeitado é o chamado excludente de ilicitude, que concede a policiais a isenção de pena quando, em serviço, tiverem de atirar e matar alguém.

Vazamentos

A discussão do pacote anticrime ocorre no momento em que Moro é alvo de vazamentos de supostas conversas com procuradores da força-tarefa da Lava Jato. Conforme o site The Intercept Brasil, as mensagens trocadas pelo aplicativo Telegram indicam conluio entre o ex-juiz e os investigadores. Os envolvidos alegam não ser possível confirmar a autenticidade do conteúdo divulgado e nem qualquer acordo.

A sequência de reveses imposta a Moro no Congresso também tem sido vista como reflexo de uma intenção de parlamentares atingidos pela Lava Jato de dar um “troco” no ex-juiz. Nos bastidores, deputados lembram que o atual ministro sempre teve um discurso contrário à classe política.

Em contrapartida, Moro tem investido em aumentar sua interlocução com o Parlamento, se afastando do perfil técnico que pretendia adotar. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Notícias ao Minuto

Aliados de Doria pressionam por expulsão de Aécio do PSDB

cúpula do PSDB ligada ao governador de São Paulo, João Doria, ameaça expulsar o deputado federal Aécio Neves (MG) se ele não pedir afastamento do partido. A pressão pelo desligamento de Aécio se intensificou depois que ele virou réu na Justiça Federal de São Paulo, na semana passada, acusado de receber propina de R$ 2 milhões do grupo J&F e tentar obstruir investigação da Lava Jato.

A maior cobrança está sendo feita pelo PSDB de São Paulo, já que o partido prevê, no curto prazo, o desgaste provocado pelo caso Aécio na campanha à reeleição do prefeito Bruno Covas. Aliados de Aécio afirmam que não há hipótese de o parlamentar mineiro se afastar ou pedir a desfiliação da legenda neste momento. Há, porém, um grupo próximo ao deputado que tenta convencê-lo a se licenciar.

O movimento que pede o afastamento de Aécio parte de dirigentes do PSDB próximos a Doria e ao presidente da legenda, Bruno Araújo (PE). Apontado com um dos possíveis candidatos à sucessão do presidente Jair Bolsonaro, em 2022, Doria disse ao Estado que o melhor seria uma saída espontânea de Aécio dos quadros do partido.

Na quinta-feira passada, o diretório paulistano do partido, presidido por Fernando Alfredo, um dos aliados de Doria, aprovou um pedido de expulsão de Aécio. A mesma pauta deverá ser levada hoje ao diretório de São Bernardo por Carla Morando, líder tucana na Assembleia Legislativa, e, depois, ao diretório estadual paulista.

De acordo com Alfredo, o pedido de expulsão de Aécio não estava na pauta da reunião do diretório municipal de São Paulo – entrou como questão de ordem a pedido de um dos presentes. “Coloquei em votação e foi aprovado por unanimidade”, afirmou. Estavam presentes 68 dos 71 membros do diretório.

Ele integra um colegiado de 20 presidentes de diretórios tucanos em capitais e é responsável por levar a demanda do grupo à executiva nacional do PSDB. “Há várias manifestações de outros presidentes querendo a expulsão do Aécio. Os únicos que se posicionaram contra foram os presidentes de Belo Horizonte e do Paraná”, disse.

“Na minha opinião, vai crescer esse movimento pedindo a saída dele (Aécio) do partido. A capital deu um primeiro passo”, disse ao Estado o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, membro da executiva nacional e marido de Carla. “O que a gente percebe claramente da militância é que a presença dele gera um desconforto (no partido)”, afirmou.

A pressão envolvendo o deputado não é a única. Também são alvo de investida pela expulsão o ex-governador Alberto Goldman e o ex-secretário estadual Saulo de Castro. Os dois foram expulsos pelo diretório paulista por infidelidade partidária enquanto Doria disputava o governo de São Paulo, mas o diretório nacional tucano ficou de dar um desfecho final ao caso. Os dois, na época, disseram ser fiéis aos valores do partido.

Código de ética

Oficialmente, a cúpula do PSDB avalia que a manutenção de Aécio na sigla levaria ao questionamento do novo código de ética do PSDB, lançado em maio. Na prática, no entanto, há receio de que o caso envolvendo Aécio leve à derrocada dos tucanos nas eleições de 2020. O código prevê a expulsão de políticos condenados criminalmente ou que tiverem cometido infidelidade partidária. Não há, porém, punições para aqueles que estão sendo investigados, como é o caso de Aécio.

A executiva nacional informou, por meio de nota enviada ao Estado, que o código de ética do partido vai guiar a decisão do Conselho de Ética, sugerindo que o presidente nacional, Bruno Araújo, irá pautar o pedido de expulsão de Aécio.

Procurado, o diretório mineiro do PSDB se posicionou, por meio de nota, contra a remoção de Aécio do partido. “Temos plena confiança de que, assim como outros membros do partido, o deputado Aécio provará na Justiça a correção dos seus atos.” Procurado pela reportagem, o deputado não quis se manifestar sobre o assunto.

Saída espontânea

Em Cambridge, na Inglaterra, onde está para encontro com investidores, o governador João Doria afirmou ao Estadão/Broadcast que “o melhor para o partido seria uma saída espontânea” do deputado Aécio Neves, o que evitaria a necessidade de expulsão. Segundo ele, seria uma “marca muito dura” para a trajetória de qualquer político. Doria disse ainda que o partido “não vai virar as costas” para a sua história, mas precisa olhar para o futuro.

“Estamos na fase do novo PSDB, sob a direção do ex-deputado Bruno Araújo. O novo PSDB não apaga e nem desconsidera o valor de sua história. O PSDB não vai mais viver da história, vai fazer história”, afirmou. “Para fazer história, é preciso liderar a história. E liderar é tomar posições, e não adiar decisões, que foi um pouco o que o PSDB fez nos últimos anos.”

Sobre possíveis efeitos para o partido nas eleições do próximo ano, o governador afirmou que existe um “mal-estar”. “Manter a filiação diante de fatos aparentemente graves provoca em vários setores do PSDB um mal-estar. E diante da perspectiva das eleições, esse mal-estar vai crescer.”

O afastamento, para ele, seria a forma mais “clara, transparente, equilibrada e serena” de conduzir o processo. “Esta é uma solução política e eticamente adequada, mas é uma decisão que compete a ambos. Mas se não adotarem, o PSDB vai adotar.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Notícias ao Minuto

Em Milagres, inabilidade do prefeito Lielson prejudica aterro e outros oito municípios

Por Madson Wagner

Os municípios do Cariri Oriental podem perder o investimento para a implantação de um Aterro Sanitário consorciado. Tudo por um problema político do prefeito de Milagres, Lielson Landim, com a Câmara de Vereadores. Sem influência na Câmara, o prefeito viu o seu ex-aliado na presidência da mesa diretora, o vereador Beto Mitrado, cancelar a sessão extraordinária que votaria o projeto no dia 2 de julho.

O projeto teria que ser apreciado em caráter de urgência até o dia 8, segunda-feira, para que a gestão seja respaldada para sediar o empreendimento. A desarticulação política de Lielson pode prejudicar os municípios de Abaiara, Aurora, Barro, Brejo Santo, Jati, Penaforte, Porteiras, Mauriti, além do próprio Milagres. Caso Lielson não resolva o problema, os municípios perderão R$ 3 milhões a serem investidos pelo Governo do Estado.

Falta habilidade

Sem possibilidade de reverter a situação com a Câmara, o prefeito Lielson apelou em pronunciamento aos vereadores, mas com foco na sensibilização da população. Não deu certo. Uma nova sessão foi marcada para o dia 5 de julho, mas 4 dos 11 vereadores não compareceram à sessão. Eram necessários, no mínimo, oito votos para que o projeto fosse aprovado. O prefeito retirou o projeto de pauta.

O curioso é que parte dos vereadores que boicotam o projeto já foram da base do prefeito, incluindo o presidente Beto Mitrado. Eles romperam com a gestão insatisfeitos com o desprestígio dispensado aos aliados. Lielson colhe os frutos da sua inabilidade. Os oito municípios, que já aprovaram seus respectivos projetos, assistem incrédulos a situação política do prefeito milagrense que beira o caos.

Saiba como se prevenir de acidentes com animais peçonhentos

Acidentes com animais peçonhentos podem ocorrer o ano todo. Por isso, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) orienta e reforça os cuidados que a população deve ter, especialmente neste mês de julho. Esse é o período da exploração de trilhas, da poda do cajueiro e também do acasalamento e reprodução das cobras. E como diz o ditado popular, “todo cuidado é pouco”.

Conforme Nota Técnica publicada pela Sesa nesta terça-feira (9), por meio da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covig), a ocorrência de acidentes por animais peçonhentos intensifica-se principalmente neste mês. De acordo com análise dos últimos 12 anos, 25% dos acidentes com serpentes no Ceará acontecem entre os meses de julho e setembro. Dois em cada três acidentes podem ser evitados com a utilização de medidas preventivas, com uso de equipamentos de proteção individual, por exemplo.

“Para quem trabalha em áreas de mata ou pensa em fazer trilhas, é imprescindível usar botas de cano longo, devido mais de 80% das picadas atingirem as pernas. Também chamo atenção para o uso de luvas de couro, evitar mãos em buracos, folhagens e entulhos. Em caso de acidente procurar imediatamente atendimento médico para receber o soro”, alerta Relrison Dias Ramalho, assessor técnico do Núcleo de Controle de Vetores (Nuvet) da Sesa.

O perfil dos acidentes por serpentes se repete a cada ano, 50% são nas regiões inferiores do corpo, 78% ocorrem na zona rural, 50% acontecem com pessoas entre 20 a 49 anos e 79% das vítimas são homens. A cada dez acidentes, oito vítimas são homens. Das 22 Regiões de Saúde, cinco registram metade dos casos: Tianguá, Quixadá, Canindé, Crateús e Limoeiro do Norte.

Casos

Com estruturas como dentes e aguilhões, são consideradas peçonhentas as espécies que têm anatomia adaptada para injetar veneno, como no caso das serpentes. Há também escorpião, abelha, aranha e lagarta. Neste ano, até 29 de junho, 4.311 acidentes por animais peçonhentos foram registrados no Ceará, sendo um óbito.

Em relação às serpentes, o estado registrou 592 acidentes e um óbito em diferentes regiões neste ano, até junho, mostrando que os perigos ocorrem indistintamente em ambiente urbano e rural. A maior incidência dos acidentes é com serpentes do grupo Bothrops (jararaca, jararacuçu, urutu, cruzeira, caissaca), seguido do grupo Crotalus (cascavel).

Como se proteger

A melhor forma para evitar acidentes com animais peçonhentos é a prevenção. E para evitá-los, há algumas dicas a serem seguidas.

Principais sintomas

No geral, as picadas causam dor imediata, vermelhidão, inchaço por acumulo de líquido, calafrios, sudorese e movimentos musculares involuntários. Crianças menores de sete anos estão mais sujeitas a consequências graves.

O que não fazer

Não amarrar ou fazer torniquete no membro acometido, não aplicar qualquer tipo de substância no local da picada, não oferecer bebidas alcoólicas, querosene ou outros tóxicos, não esfregar e nem tentar sugar o local da lesão.

Atendimento

Em caso de acidente, a Secretaria da Saúde do Ceará recomenda procurar imediatamente um serviço público de saúde. Nas cinco Macrorregiões de Saúde (Fortaleza, Sertão Central, Litoral Leste, Sobral e Cariri), os hospitais de referência para atendimento a vítimas de acidentes com animais peçonhentos são: Instituto Dr. José Frota (IJF), em Fortaleza; Hospital Municipal Dr. Eudásio Barroso, em Quixadá; Hospital Regional e Maternidade Alberto Feitosa Lima, em Tauá; Hospital Polo Dr. Eduardo Dias, em Aracati; Hospital Regional Casa e Saúde de Russas, em Russas; Hospital São Camilo, em Limoeiro do Norte; Hospital Regional Norte e Santa Casa Sobral, em Sobral, e Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte.

Fonte: Governo do Estado do Ceará

SSPDS e SAP se reúnem com representantes de empresa chinesa para criação de soluções na segurança pública

Com o objetivo de desenvolver novas soluções tecnológicas para o Estado do Ceará, os secretários da Secretarias da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e da Administração Penitenciária do Estado do Ceará (SAP) se reuniram, na manhã desta terça-feira (9), com representantes da empresa chinesa, Dahua Technology, em Fortaleza, na sede da SSPDS. A iniciativa ocorreu após pouco mais de um mês, que o governador Camilo Santana visitou a sede da companhia, em Hangzhou, na China. A empresa é a segunda maior do mundo no fornecimento de produtos e serviços de vigilância por vídeo e atua em cerca de duzentos países.

Estiveram presentes no encontro o secretário executivo da SSPDS, Paulo Sérgio Braga; os secretários titular e executivo da SAP, Mauro Albuquerque e Maiquel Mendes, respectivamente; o secretário de Relações Internacionais do Governo do Estado, César Ribeiro; e o superintendente de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), Aloísio Lira. A reunião aconteceu com os representantes da Dahua Technology, Yi Min e Neil Ny.

“A Dahua veio nos apresentar alguns projetos, principalmente na área de videomonitoramento, e pedir para alinharmos uma reunião técnica. Inclusive, surgindo uma oferta de viagem aos técnicos das duas secretarias cearense, a São Paulo, para ver o que a empresa dispõe de tecnologia e o que poderíamos utilizar no âmbito da segurança pública aqui no Estado”, destacou o secretário executivo da SSPDS, Paulo Sérgio Braga.

Atualmente, o Ceará é exemplo para os demais estados brasileiros quando se trata do uso inteligente da tecnologia aplicada à segurança pública. O exemplo disso é o funcionamento da inteligência artificial do Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia), do Big Data “Odin” da Segurança Pública e de outras ferramentas que estão em desenvolvimento por meio de parcerias, como a existente entre a SSPDS e Universidade Federal do Ceará (UFC).

“Nós viemos ao Ceará porque queremos ser um parceiro estratégico para o Estado. A ideia é falarmos de soluções e discutirmos a possibilidade de entregá-las ao Governo do Estado. Isso obviamente é uma primeira conversa de forma mais preliminar. Na sequência, conversaremos com uma base mais técnica de ambos os lados para que se exponham as tecnologias que a Dahua possui e buscarmos adaptá-las à realidade do Estado, por meio de uma customização”, pontuou Neil Ny.

Visita à sede da Dahua Technology

No dia 25 de abril, o governador Camilo Santana e o secretário de Relações Internacionais do Governo do Estado, César Ribeiro, se reuniram com o CEO da Dahua Technology, na cidade de Hangzhou, na China. Na ocasião, o chefe do Executivo cearense conheceu a expertise da empresa. Foram apresentados projetos desenvolvidos pela companhia no uso de inteligência artificial na prevenção de crimes e investigação de delitos, além do serviço de monitoramento de presos que respondem pena em liberdade.

Fonte: Governo do Estado do Ceará

Municípios sergipanos apresentam consequências das chuvas

O Rio Piauitinga, localizado no município de Estância, apresentou cheia nesta quarta-feira (10) e atingiu nível de alerta. De acordo com a Defesa Civil, uma ponte sobre o rio, na Região do Bairro Santa Cruz, precisou ser interditada.

O órgão também registrou deslizamento de terra na Rodovia Estadual Camilo Calazans e queda de uma árvore. As consequências da chuva no município vêm sendo monitoradas desde o sábado (7).

Em Itaporanga, o Rio Vaza Barris também subiu de volume e atingiu parte da vegetação ao redor.

O trabalho de monitoramento também está sendo realizado em São Cristóvão. O município está em estado de alerta com a previsão de 40 mm de chuva para os próximos dias.

A Defesa Civil de Sergipe emitiu um alerta para a ocorrência de chuvas em perigo potencial para as próximas 24 horas, com risco de alagamentos e pequenos deslizamentos. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que o alerta vale para 68 dos 75 municípios sergipanos.

Em Aracaju, nas últimas 24 horas foram registrados 160 mm de chuvas. O volume é quatro vezes maior do que o esperado para o período, provocando pontos de alagamento na capital. Só nas primeiras seis horas desta quarta-feira (10) foram mais de 54 mm.

Serviço

Quem desejar receber os alertas da Defesa Civil via SMS, deve enviar mensagem para o número 40199, informando o CEP da localidade sobre a qual deseja saber.

Situações de emergência devem ser informadas pelo telefone 193. Na capital, intercorrências também podem ser comunicadas pelo número 199.

Fonte: g1.com

Marinha renova alerta de ventos fortes e ondas de até 3,5 metros entre Natal e Salvador

A Marinha renovou o alerta de ventos fortes e ondas de até 3,5 metros entre Natal e Salvador. O alerta é válido até 21h desta quarta-feira (10). De acordo com a Marinha, os ventos podem chegar a 60 km/hora.

Em razão do mau tempo, a Capitania dos Portos recomenda que as embarcações de pequeno porte evitem navegar no mar neste período e que as demais embarcações redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores e casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

Outras informações sobre previsões meteorológicas estão disponíveis no site do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM).

Fonte: g1.com

Pai de Santo é morto a tiros quando voltava para casa em Altos

O Pai de Santo identificado como Wagner Barbosa Pinheiro, 57 anos, foi morto a tiros por volta das 20h dessa terça-feira (9) na cidade de Altos, a 40 km de Teresina. A principal suspeita, segundo o delegado Wilon Gomes, é de execução.

“Ele estava voltando para casa e quando chegou a mais ou menos uns 600 metros de casa, foi abordado e levou pelo menos uns quatro tiros, mas encontramos cerca de seis cápsulas no local”, afirmou o delegado.

O material recolhido indica que a arma usada foi uma pistola ponto 40. A polícia suspeita de execução porque no local os autores do crime deixaram a moto conduzida por Wagner, assim como um cordão de ouro e uma bolsa. Contudo, a polícia não descartou outras hipóteses de motivação para o crime.

De acordo com o delegado, o homem era muito querido na região e não houve testemunhas do crime. Não há qualquer suspeito até o momento.

O velório acontece desde a noite dessa terça-feira (9) na cidade e a família somente será chamada a depor nesta quinta-feira (10), de acordo com Wilon Gomes.

 Fonte: g1.com

Sem ter onde morar e em busca de emprego, homem dorme no Aeroporto do Recife há sete anos

O desemprego é uma realidade para mais de 12 milhões de brasileiros. Um deles é José Batista, de 59 anos, que, desde 2012, saiu de sua cidade natal, Itambé, na Zona da Mata de Pernambuco, para tentar a sorte na capital. Desde então, ele passa as noites no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre, na Imbiribeira, na Zona Sul, sobrevivendo à falta de trabalho.

Apesar de estar há sete anos sem carteira assinada nem renda fixa, Seu Zeca, como é chamado pelos conhecidos, anda pelas ruas com um envelope numa mão e uma mala na outra. O primeiro guarda as cópias dos currículos que ele distribui pela Região Metropolitana, hábito que lhe dá a esperança para nutrir o maior sonho que tem: o de ter um emprego.

A mala, doada por um passageiro anônimo durante uma das noites de sono no aeroporto, comporta tudo aquilo que ele considera suas “riquezas”. Sem ter onde morar, ele se habituou a carregar e viver com o mínimo possível: algumas peças de roupa, toalha e os documentos, pelos quais preza mais que qualquer pertence.

“Cheguei aqui num sábado de carnaval e passei uma semana no Centro da cidade, dormindo lá. Todo dia saía para procurar emprego, mas não conseguia nada. Quem sempre me ajudou foram as pessoas de bom coração”, afirma Seu Zeca.

Seu Zeca conta que decidiu viajar depois da morte de seus pais e da mudança de gestão na cidade onde morava. Antes ele trabalhava como vigilante na prefeitura. No currículo, ele acumula 25 anos de atuação na profissão. Entretanto, ele diz que a vaga que ocupava foi extinta.

“A casa da gente era de herdeiro e foi vendida, já não tinha o que fazer lá. Eu e mais 600 pessoas perdemos o emprego. É muito ruim, eu não sei nem o que dizer sobre a minha situação, mas é melhor que a que eu teria se ficasse em Itambé. Lá a cidade é pequena e, se aqui está sendo ruim, lá seria pior”, declara.

Sem emprego, ele não tinha família na cidade, já que os irmãos que tem, assim como ele, decidiram tentar a vida fora de sua terra natal. Um mudou-se para o Rio de Janeiro e a outra, para Santa Catarina.

“Eu não gosto nem de pensar na minha situação. Não quero que ninguém tenha que passar por isso. Eu tinha meu emprego, minha casa, hoje não tenho nada. É muito difícil você chegar e não ter o café certo, o almoço certo, o trabalho”, diz Seu Zeca.

No Recife, o conselho que ele recebeu foi o de ficar no aeroporto, enquanto não tinha onde viver. O motivo foi a insegurança, já que o terminal aéreo funciona 24 horas por dia e há policiamento. Apesar disso, Seu Zeca não deixou de ser vítima da violência.

“Roubaram um sapato meu novinho. Tirei do pé quando cheguei e cochilei. Quando vi, meu sapato tinha sido levado. Se tivessem levado a mala, eu tinha me acabado. O último recurso que tenho é minha documentação”, afirma.

No aeroporto, Seu Zeca dorme sentado em um dos bancos do saguão de embarque, com uma toalha sobre a cabeça. Nas madrugadas de espera pelos voos, ele, com sua mala estrategicamente trancada com cadeados, passa despercebido entre os passageiros do terminal aéreo. Ele acorda cedo, por volta das 5h, e sai à procura de oportunidade, seja um trabalho ou mesmo uma refeição.

“Logo quando comecei a dormir aqui, algumas pessoas me perseguiam, me acordavam. Eu tirava por menos, para não arrumar problemas. Uma vez, um rapaz me deu R$ 2 e um vigia veio me tirar daqui, dizer que não podia. Até que me disseram que eu podia ficar aqui e ninguém mexeria comigo. Eu penso ‘vocês podiam estar olhando os ladrões, mas olham logo para mim, que não fiz nada'”, diz Zeca.

“Já sonhei que eu era um grande empresário e minha empresa se chamava Foi Deus que me deu, porque ele é quem está no controle de tudo. Meu maior sonho é ter um emprego, mas a vida é assim mesmo. Tem altos e baixos. E assim eu vou levando a vida”, diz Seu Zeca.

Na situação em que se encontra, Seu Zeca conta com a solidariedade de muita gente que passa pela sua vida. “Algumas pessoas me ajudam, me dão um trocadinho, e eu consigo alguns ‘bicos’. Para tomar banho, vou na rodoviária [na Zona Oeste do Recife]. Pago R$ 3 por três minutos. Uma mulher lava minhas roupas por R$ 10, toda semana”, afirma.

 banco em que Seu Zeca costuma dormir não foi escolhido por acaso. Fica em frente à saída que dá acesso à passarela que liga o terminal à Estação Aeroporto. “Eu pego o metrô e saio pelo mundo. Vou para os terminais e ando por CamaragibePaulistaAbreu e LimaIgarassu e por aí vai. Tudo isso entregando currículo, buscando uma oportunidade”, declara.

Sobre a família, ele conta que foi casado e que tem dois filhos, mas não os conhece porque se separou da ex-esposa muito cedo. “Eu só sei que eles moram em Água Fria [Zona Norte do Recife]. É um rapaz e uma moça, que é deficiente. Eu não vou procurar ninguém agora, porque não quero dar desgosto a eles. Quem é que quer ver um pai nessa situação? Prefiro aguardar e batalhar”, diz.

Solidariedade

A história de Seu Zeca foi descoberta pelo jovem Leonardo Victor, de 19 anos de idade. Ele publicou uma foto nas redes sociais e a história comoveu milhares de pessoas. A postagem mostrava o currículo de José e pedia ajuda para o homem.

“Fui encontrar um amigo que trabalha numa empresa aérea e, passeando por lá, me deparei com ele, que me perguntou se tinha jogo do Sport. Ele me contou a história dele e eu fiquei pensando se fosse eu no lugar dele. A repercussão foi muito grande, nem eu esperava. Eu queria que ele tivesse uma casa e um emprego”, diz o jovem.

A postagem de Leonardo chegou até Luiz Fonseca, que se emocionou com a história. Ele e Seu Zeca compartilham a mesma frustração: a do desemprego. Luiz decidiu ir até o aeroporto encontrá-lo. Lá, ele pagou um jantar e uma noite numa cabine do terminal, para que Seu Zeca tivesse algumas horas de sono numa cama de verdade.

“É uma questão de empatia, que eu acho que falta muito no mundo hoje. A pessoa se colocar no lugar do outro e sentir um pouco a dor dele”, afirma Luiz.

Para Seu Zeca, que há tanto tempo dorme nos bancos do aeroporto, a experiência foi revigorante. “Foi muito bom, mas eu já tava achando estranho a cama. Me acostumei a dormir sentado”, diz.

Na terça-feira (9), Seu Zeca reencontrou um amigo que fez durante sua estadia no aeroporto. Em 2018, o pescador industrial Bruno Oliveira esperava um voo, quando decidiu puxar assunto com Seu Zeca. No Recife novamente, ele ficou surpreso ao encontrá-lo.

“Moro em João Pessoa (PB) e cheguei muito cedo ao Recife, para viajar para Santa Catarina. Fiquei esperando o voo com ele e tentei ajudá-lo com o que tinha. Agora é a segunda vez que o vejo. Espero que ele consiga um emprego”, diz.

Fonte: Noticias ao minuto