LOGO-NEWS-CARIRI

Prédio que desabou parcialmente em Fortaleza começa a ser demolido

Por Gioras Xerez e Marina Alves, G1 CE

Publicidade

Começou nesta sexta-feira (28) a demolição do prédio que desabou parcialmente no Bairro Maraponga, em Fortaleza, no dia 1º de junho. A demolição é feita por uma escavadeira. Moradores acompanham os trabalhos e alguns tentaram atravessar o cordão de isolamento feito pela Defesa Civil. Para controlar a situação, a Polícia Militar foi acionada.

O prédio teve a estrutura comprometida após a ruptura de algumas colunas de sustentação. Com o afundamento dos pilotis, como são conhecidos os pilares, parte do imóvel afundou, deixando o prédio inclinado e com as paredes rachadas, correndo risco de desabar a qualquer momento. O momento em que parte da estrutura desaba foi filmado por moradores. Não houve feridos.

A escavadeira tem um alcance de sete a oito metros, enquanto o prédio mede nove metros de altura. Foi necessária a construção de uma rampa de acesso. A demolição começou com a máquina derrubando a alvenaria a partir do topo do edifício.

A área foi isolada, mas muitos curiosos estão no entorno, além de moradores do edifício. Alguns tentaram furar o bloqueio querendo reaver os pertences deixados no prédio, mas foram contidos pela polícia.

De acordo com o engenheiro responsável pela demolição do prédio, Wetter Lino, a demolição tem que ser feita com cuidado e seguir a risco a topografia do solo que deve dar para os engenheiros a posição dos pontos a cada etapa do trabalho, do que está sendo quebrado.

“Essa demolição tem que ser monitorada pela topografia que vai me fornecer a posição dos pontos a cada etapa que se vai quebrando pelo tratorista. Isso daí é fundamental. Nós vamos fazer tudo para evitar que esse prédio desabe para direita, para esquerda, ou para o fundo que, aliás é uma tarefa difícil porque quem está aqui observa que tem uma forte tendência do desmoronamento para direita”, explicou.

Wetter Lino lembrou que os engenheiros estão tendo atenção redobrada para evitar acidentes. Sobre a conclusão da obra, o engenheiro afirmou que pretende finalizar a demolição até o fim da próxima segunda-feira (1º), sempre com os trabalhos iniciando às 7 horas e terminando às 17 horas.

A Defesa Civil isolou uma área maior no entorno do prédio para evitar possíveis consequências. Além disso, vai acompanhar a demolição para notificar os responsáveis no caso de alguma avaria nas casas vizinhas. As 16 famílias que moravam no local estão abrigadas em casas de parentes após evacuação de emergência do prédio.

Fonte: G1.com

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas