Policial Militar salva homem que tentou se suicidar em Juazeiro do Norte

Por Agência News Cariri

Um homem teve a vida salva por um radialista e policial militar, ao tentar se suicidar na manhã desta segunda (10). Conforme apurado, a vítima teria tentando se enforcar com uso de corda.

O policial Daniel estava passando na rua Marechal Rondon, bairro Tiradentee, quando ouviu Francisca Vanessa pedindo socorro, pois seu vizinho Max Farrel Alencar, 44 anos, tinha praticado enforcamento.

Daniel rapidamente adentrou a casa e constatou que a vítima ainda tinha sinais vitais, porém, ao acionar apoio via CIOPS qhe solicitou ajuda ao SAMU, foi informado que no momento não havia disponibilidade de ambulância. Logo, o militar tirou o homem da corda, realizou as manobras de reanimação, conseguindo estabilizar Max Farrel.

Em seguida, a vítima foi encaminhada a Unidade de Pronto Atendimento, no bairro Limoeiro.

O ato heróico do policial, que não estava em serviço no momento da ação, causou comoção e chamou atenção dos populares da região.

Jonas Esticado agitou o Buteco do Gusttavo Lima em Fortaleza

Um dos maiores nomes do Forró, Jonas Esticado fez a festa e agitou a multidão que esteve na edição de Fortaleza do Buteco do Gusttavo Lima, no último sábado (8). O cantor  destaque pelo carisma e simpatia encantou o público que vibrou e cantou os sucessos de Jonas Esticado embalado pelo novo hit “Meu Coração Pegou Ar”, música que já soma mais de 5  milhões de acesso no clipe gravado com a dupla Matheus e Kauan.

No palco, o cantor conhecido pelos sucessos “Moça do Espelho”, “Como amor não se Brinca”  e “Sexta-feira” animou a multidão do início ao fim do show com um repertório repleto de hits. O artista vem participando de uma maratona de shows nesse período de São João, com uma agenda que chega a 35 apresentações durante todo o mês. 

Jonas Esticado

Um dos maiores artistas da nova geração, Jonas Esticado é integrante do casting Yury do Paredão Entretenimento, comandada pelo empresário Yury Bruno, que também está à frente da carreira do cantor Thales Lessa. Em cinco anos de carreira, Jonas já coleciona números gigantescos: são mais de 162 milhões de visualizações e 750.000 inscritos no Youtube; 1,8 milhões de seguidores no Youtube; e mais de 732.000 ouvintes mensais no Spotity. O cantor também é destaque pelas parcerias musicais com grandes nomes da música como Jorge Barcellos, Dorgival Dantas e Felipe Araújo. Ele também assina a label “Jonas Intense”, festa que passeia pelas principais cidades do Nordeste levando um show exclusivo dele e reunindo um line up recheado de grandes atrações nacionais.

Aviso: Em Juazeiro do Norte Vacinação contra a gripe será destinada às crianças, idosos e gestantes

A Prefeitura de Juazeiro do Norte, através da Secretaria da Saúde, informa que, a partir desta terça-feira (11), a vacinação contra a gripe será aplicada somente em crianças maiores de 06 meses a menores de 06 anos (1ª ou 2ª dose); idosos acima de 60 anos e gestantes. Serão atendidas apenas pessoas residentes no município de Juazeiro do Norte, portando cartão de vacina e cartão SUS.

As vacinas serão aplicadas a partir das 8h, nas salas de vacinação do Centro de Dermatologia e do Hospital Estephânia Rocha Lima.

A Secretaria da Saúde do Estado do Ceará enviou o quantitativo de 8.800 doses da vacina contra a gripe, destinadas aos grupos prioritários que ainda não atingiram a meta de 90% preconizada pelo Ministério da Saúde e também para a 2ª dose das crianças. “O que recebemos não são doses extras, mas as que já estavam previstas para o grupo prioritário”, explicou a secretária da saúde, Francimones Albuquerque.

Durante a Campanha, o Município recebeu 71.950 doses para vacinação dos grupos prioritários, que de modo geral já atingiu mais do que os 90% preconizados pelo Ministério da Saúde. Destes, crianças, idosos e gestantes são os grupos que ainda precisam atingir a meta de 90% de imunização.

Aberta semana alusiva ao Combate e a Erradicação do Trabalho Infantil em Crato

A Prefeitura do Crato, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SMTDS), abriu na manhã desta segunda-feira, 10, no Salão de Atos da Universidade Regional do Cariri (URCA), a programação da Semana de Combate e Erradicação do Trabalho Infantil.

O evento de abertura teve a participação de crianças e adolescentes de escolas da rede municipal de ensino (São Francisco, Paraíba, Dom Quintino e José do Vale), além de integrantes do Coletivo Camaradas que recitaram poemas, e as crianças da ONG Verde Vida realizaram performance com o reisado de Maria da Santa.

Durante o encontro, uma mesa redonda discutiu o tema: “Trabalho Social e Mitos sobre o Trabalho Infantil” e uma palestra proferida por Wladysson Martins abordou o Trabalho Infantil no Brasil.

A Secretária Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social, Edivania Gonçalves, destacou a importância do momento e reforçou a necessidade de que ações de combate ao trabalho infantil devem acontecer todos os dias do ano.

O encontrou contou ainda com a presença da Secretária Adjunta de Educação, Tammy Lacerda, além de coordenadores do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA), CRAS, CREAS e ONGs.

Na ocasião, o adolescente Wediney Gomes dos Santos, ex-aluno da Escola José do Vale, foi homenageado por ter sido premiado com o Prêmio Peteca, através de um rap que diz não ao trabalho Infantil e reforça a necessidade que “Lugar de Criança é na escola”.

Diversas ações seguem até a próxima sexta-feira, 14, com a seguinte programação:

Dia 11/06/2019

Oficina de Performance Ministrada pelo Coletivo Camaradas (Alexandre Lucas)

Público Alvo: NUCA

Local: Escola Violeta Arraes

Horário: 13h30

Dia 12/06/2019

Caminhada Alusiva ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil

Performance do NUCA e demais parceiros intersetoriais

Local: Concentração na Praça Cristo Rei

Horário: 08h

Dia 13/06/2019

Roda de Conversa mediada pela equipe AEPETI (Mitos e Verdades)

Local: Escola Álvaro Madeira

Horário: 08h30

Dia 14/06/2019

Oficina de Circo Ministrada pelo Projeto Verde Vida no Gesso

Público Alvo: Coletivo Camaradas

Horário: 15h

Após racha, Eduardo Bolsonaro assume PSL paulista

O partido quer que Joice Hasselmann dispute a prefeitura de SP na próxima eleição

Após uma acirrada disputa interna, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, será empossado nesta segunda-feira, 10, presidente do diretório paulista do PSL. Mas seu nome não é consenso. Nas últimas semanas, o parlamentar enfrentou um movimento de oposição liderado por Alexandre Frota (SP), seu colega na Câmara dos Deputados, que contesta a forma como Eduardo foi escolhido e promete “colocar fogo” no partido durante sua gestão. O pano de fundo é a disputa pela Prefeitura de São Paulo no ano que vem.

Alinhado ao grupo do governador João Doria, o grupo de Frota defende que o PSL escolha a também deputada federal Joice Hasselmann, líder do governo no Congresso, para disputar a eleição municipal, enquanto Eduardo e o senador Major Olímpio rejeitam uma aproximação com os tucanos e trabalham pela candidatura de José Luiz Datena. Em 2018, o apresentador chegou a se lançar ao Senado pelo DEM, mas neste ano negocia a filiação ao PSL.

Também cotada para a vaga de candidata a prefeita, a deputada estadual Janaína Pascoal tenta se manter neutra no debate interno. “Fiquei neutra, como tenho ficado em todas as questões partidárias. Defendo as candidaturas avulsas. Até por coerência não me envolvo em nada que diga respeito a partidos. Mas gosto de ambos. Não quero nenhum cargo partidário. Penso que Joice seja um bom nome, mas há outros tantos. Somente a própria pessoa pode decidir. Só sei que não serei eu”, disse a deputada.

A solução final – com Eduardo na presidência do PSL de São Paulo – foi articulada pelo deputado federal Luciano Bivar (PE), presidente nacional. Mas o racha se espalha pelo partido. Para Olímpio, Frota critica a escolha de Eduardo sem fundamento. “O Frota tenta fazer barulho sem ter o menor conhecimento do estatuto. Isso só causa turbulência negativa”, disse o atual presidente da sigla.

“Gosto do Major Olímpio ainda, apesar de ele ter corrido nas eleições com Márcio França e eu e Joice com João Doria. Na campanha, fomos ‘Bolsodoria’, não ‘Bolsofrança’. Respeito a opinião dele, mas não concordo. Barulho faz parte da política, ele sabe disso”, respondeu Frota.

O deputado disse, ainda, que não foi contra a escolha de Eduardo, mas sim contra a “forma” como o processo foi conduzido. “Estou aguardando há dez dias os documentos de prestações de conta do diretório estadual e até agora não me enviaram”, afirmou Frota. Neste domingo, 9, o parlamentar compartilhou nas redes sociais uma reportagem multimídia do jornal O Estado de S. Paulo sobre os seis meses do caso Fabrício Queiroz – o ex-assessor de Flávio Bolsonaro investigado por movimentações financeiras atípicas.

O PSL tem 271,7 mil filiados e planos de lançar candidato a prefeito em todas as cidades onde estiver organizado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Notícias ao Minuto

Segunda Turma do Supremo deve julgar recurso de Lula nesta terça-feira

Integrantes do Supremo acreditam que a sessão pode servir para ministros darem recados ao ex-juiz federal Sérgio Moro e à Operação Lava Jato

As vésperas de o ministro Ricardo Lewandowski deixar a presidência da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), o colegiado deve julgar nesta terça-feira, 11, um recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado no âmbito da Operação Lava Jato, que pode colocá-lo em liberdade.

Integrantes do Supremo ouvidos reservadamente pela reportagem acreditam que a sessão pode servir para ministros darem recados ao ex-juiz federal Sérgio Moro e à Operação Lava Jato, depois de o site The Intercept Brasil publicar o conteúdo vazado de supostas mensagens trocadas por Moro e o coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol.

As conversas supostamente mostrariam que Moro teria orientado investigações da Lava Jato por meio de mensagens trocadas no aplicativo Telegram. O site afirmou que recebeu de fonte anônima o material.

O recurso de Lula começou a ser discutido em abril deste ano no plenário virtual do STF, mas um pedido de destaque do ministro Gilmar Mendes no dia 12 do mesmo mês interrompeu o julgamento e fez com que o processo seja discutido agora presencialmente pelos ministros.

O colegiado fará nesta terça-feira sessões pela manhã e pela tarde, as últimas presididas por Lewandowski, que vai deixar o comando da turma, mas seguirá fazendo parte dela. No fim do mês, a ministra Cármen Lúcia – considerada linha dura no julgamento de investigados – vai assumir a presidência da turma e terá o controle do que será examinado nas sessões. A turma não se reunirá na próxima semana em virtude do feriado de Corpus Christi.

Em fevereiro, o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF, negou o pedido de liberdade de Lula, que está preso desde abril do ano passado na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. O julgamento suspenso no plenário virtual da 2ª Turma envolve um recurso de Lula contra essa decisão de Fachin.

A Segunda Turma é composta pelos ministros Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Cármen Lúcia, Edson Fachin e pelo decano do STF, ministro Celso de Mello.

No caso em questão, Lula recorreu ao Supremo depois de o ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ter negado individualmente um recurso do petista contra sua condenação no caso do triplex do Guarujá.

No entanto, a Quinta Turma do STJ – em decisão colegiada e unânime – confirmou em abril deste ano a condenação do ex-presidente por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP), mas reduziu a pena do petista de 12 anos e 1 mês de prisão para 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão.

O pedido de destaque de Gilmar Mendes no plenário virtual do Supremo foi feito antes do julgamento colegiado desse outro recurso de Lula no STJ. Ou seja: existe a possibilidade do recurso de Lula no Supremo ter “perdido o objeto” agora, já que a Quinta Turma do STJ fez ajustes na decisão monocrática de Fischer. Na prática, a decisão monocrática de Fischer, contestada por Lula no Supremo, não existe mais.

Fonte: Notícias ao Minuto

Gilmar encaminha inquérito de Aécio para Justiça Eleitoral de BH

O ministro Gilmar Mendes também negou um pedido da defesa de Aécio para o arquivamento de uma investigação

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu encaminhar para a Justiça Eleitoral de Belo Horizonte (MG) um inquérito instaurado no âmbito da delação da Odebrecht que investiga o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG).

A apuração diz respeito a supostos pagamentos realizados de forma dissimulada por meio de contratos fictícios que teriam beneficiado Aécio Neves visando à sua campanha à Presidência da República, em 2014. De acordo com colaboradores da Odebrecht, o valor inicial solicitado pelo tucano foi dividido em dois contratos de R$ 3 milhões cada – a primeira parte teria sido paga, mas a segunda não.

O ministro Gilmar Mendes também negou um pedido da defesa de Aécio para o arquivamento da apuração, porque, na sua avaliação, “existem indícios que devem ser aprofundados a partir das linhas investigativas estabelecidas pela Polícia Federal e Ministério Público”.

Foro

O ministro decidiu “declinar competência” e encaminhar o caso para a Justiça Eleitoral mineira por conta do novo entendimento do Supremo Tribunal Federal, que se aplica para os crimes cometidos no exercício do mandato e em função do cargo. Aécio assumiu em fevereiro deste ano o mandato de deputado, deixando o Senado Federal.

Além disso, Gilmar apontou que os fatos investigados dizem respeito, em tese, ao crime de falsidade ideológica eleitoral (também conhecido como “caixa 2”). “A supervisão das investigações e o julgamento desses delitos compete à Justiça Eleitoral”, escreveu o ministro.

De acordo com Gilmar, mesmo que o aprofundamento das apurações demonstrasse a existência de crimes conexos de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, conforme alegado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), ainda assim restaria mantida a competência da Justiça Eleitoral para analisar o caso.

“Isso ocorre por duas razões. Em primeiro lugar, porque os alegados crimes teriam sido cometidos em mandato distinto e anterior ao atualmente ocupado, conforme já exposto, o que afasta, em definitivo, a competência do STF. Em segundo lugar, em virtude da consolidada jurisprudência desta Corte, que entende pela competência da Justiça Eleitoral para o julgamento de crimes comuns conexos a eleitorais. Desta forma, não há dúvidas quanto à competência da Justiça Eleitoral para a apuração dos fatos em questão”, concluiu Gilmar.

Outro Lado

Procurado, o advogado Alberto Zacharias Toron, defensor de Aécio, disse que a decisão de Gilmar Mendes de enviar o caso para a Justiça Eleitoral é “correta”.

Fonte: Notícias ao Minuto