LOGO-NEWS-CARIRI

Vereador Adriano Dantas de Nova Olinda é acusado de homofobia ao questionar publicamente sexualidade de aluno

DA8BC06D-176B-4945-A07A-32493BD85BE7

Publicidade

Por Agência News Cariri

Na semana do dia internacional contra a homofobia, o Vereador Adriano Dantas (PSB) agrediu verbalmente um aluno transexual da rede Estadual de Ensino da cidade de Nova Olinda. Professores, comunidade, presidente do grêmio estudantil, e alunos, protestaram repudiando e declarandoinaceitável a atitude “preconceituosa e transfóbica” do parlamentar.

Em pronunciamento na sessão da câmara, a professora Ranielda Bernades afirmou que diante da ocorrência de intolerância e violência, por parte do vereador com o aluno, ela e toda comunidade escola se sentiram desrespeitadas e atacadas. “Ontem nós fomos açoitados, e eu quero prestar minha solidariedade ao nosso aluno pelo total desrespeito. Eu quero dizer que quem foi desrespeitado fomos nós professores, fomos nós trabalhadores”, destacou. A educadora continuou a fala questionando as lideranças que estão sendo escolhidas no município para legislar sobre a educação, segundo ela quem tem direito de fala, quem tem competência para legislar sobre a educação é o professor”.

O presidente do grêmio Welington Luís também demonstrou indignação ao falar que no dia anterior a população nova olindense saiu às ruas em defesa da educação, enquanto Adriano Dantas defendia o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro em realizar bloqueios nas instituições de ensino. Welington ressaltou que “não há condições, que a exposição do parlamentar, diante de tudo que está acontecendo, seja perguntar a um jovem se ele é homem ou mulher. Para o aluno isso “não interessa, ele é ser humano como qualquer um” e agora, Adriano deve desculpa publicamente ao estudante agredido.

A Educadora Lucimar Macedo diz considerar um insulto um parlamentar pedir espaço de fala para discriminar um aluno. Segundo a professora, essa atitude foi além, agrediu a educação de todo o município no instante em que “ele entrou com um projeto de lei para falar sobre ideologia de gênero”. Para ela, o parlamentar não tem condições intelectuais de questionar esse assunto. “Eu quero me dirigir aos nossos vereadores pedindo que respeitem a educação e deixem que quem fala de educação somos nós”.

Em resposta ao ocorrido, o aluno Kairon dos Santos postou um vídeo em suas redes sociais.

Até o fechamento dessa matéria o vereador Adriano Dantas (PSB) não se pronunciou sobre o caso.

Leia também