Chuva de 48 milímetros em Fortaleza causa queda de energia e alagamentos

Por G1 CE

Publicidade

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou até as 11h26 desta quinta-feira (14), chuva de 48,8 milímetros em Fortaleza. A maior precipitação foi computada no posto pluviométrico de Messejana.

Com a chuva da noite de quarta-feira (13) houve pontos de alagamentos em locais já conhecidos na cidade como, por exemplo, na Avenida Almirante Henrique Sabóia (Via Expressa) e Avenida Heráclito Graça com Ildefonso Albano.

Na BR 116, no Bairro Aerolândia, por exemplo, foram registrados vários pontos de alagamento. Com destaque para o Km 4 da rodovia. Outro ponto de alagamento aconteceu na Rua Estrada do Pici, no Bairro Parangaba. Mais alagamentos nos trechos das Ruas Monsenhor Salazar, no Bairro São João do Tauape, e Francisco Holanda, no Bairro Dionísio Torres.

Na Avenida Deputado Paulino Rocha também ficou alagada o que prejudicou o trânsito de torcedores do Ceará para o Estádio Arena Castelão. No cruzamento entre as Ruas Paula Franssinetti e Jabaquara, no Bairro Boa Vista, o alagamento preocupou os moradores.

Além dos alagamentos, também foi registrada queda de energia nas Ruas Francisco Holanda, Osvaldo Cruz e na Avenida Desembargador Moreira, no Bairro Dionísio Torres. A energia foi normalizada depois de 30 minutos do ocorrido.

Eventos com chuvas em todo o Estado

De acordo com a chefe do núcleo de meteorologia da Funceme, Meiry Sakamoto, a tendência é que as chuvas continuem principalmente na faixa litorânea.

“Continua as tendências que a gente vinha indicando nesta quarta-feira. Céu nublado com eventos de chuva ao longo do dia. Não vale só para a região litorânea, mas como o Ceará todo. A faixa litorânea como sempre está recebendo e deverá receber os maiores volumes observados”, afirmou a meteorologista.

A Funceme adiantou na manhã desta quarta-feira que a tendência para os próximos dias é de chuva em todas as regiões do estado. Segundo a Funceme, os maiores acumulados devem se concentrar nesta quinta-feira (14). Na manhã de sexta-feira (15), há indicações de melhores condições para o Litoral Oeste, Regiões da Ibiapaba, Cariri e Sertão Central e Inhamuns.

Ainda de acordo com o órgão, essas chuvas estão associadas principalmente pela proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). Ainda sobre quarta-feira, os acumulados devem reduzir na faixa litorânea e expandir em direção ao interior do Estado.

A Funceme reforça que apesar da previsão do tempo informada nesta manhã para quarta e os próximos dias, é importante realizar acompanhamento das atualizações feitas duas vezes ao dia, pois os sistemas como Cavalo de Altos Níveis (CAN), que estão atuando nesta quarta mais ao sul do estado, são de baixa previsibilidade e movimentação rápida, podendo interferir nas análises indicadas.

Precipitações no Ceará

A Funceme registrou, entre as 7h desta quarta-feira (13) e as 7h desta quinta-feira (14), chuvas em cerca de 129 municípios, divulgado às 11h27. A maior chuva ocorreu na cidade de Amontada, no Litoral Oeste com 122 milímetros. Em seguida, Horizonte, na Região Metropolitana com 65 milímetros e São Luís do Curú, com 64 milímetros.

Aliás, a chuva de Amontada foi o maior do município registrado em 2019. Até então, o maior acumulado havia sido observado em no dia 3 de março, com 107 milímetros, no posto Icaraí de Amontada.

Fonte: G1.com

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *