É grande a quantidade de romeiros em Juazeiro do Norte desde o final do ano

Por Roberto Bulhões

Vem aumentando de ano para ano a quantidade de romeiros que visitam Juazeiro do Norte/CE, entre 20 de dezembro de 20 de janeiro. A romaria fora de época está sendo considerada como a quarta maior romaria na terra do Padre Cicero, movimentando o comércio e dando um novo visual nas igrejas e nos pontos turísticos do município. O fato tem causado surpresa até aos padres, que, a cada ano, testemunham o aumento dos romeiros nessa época do ano. Como sempre, boa parte dos romeiros de Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte gostam de vir visitar Padre Cicero nesse período e a prova pode se constatar na grande quantidade de ônibus estacionados na praça do romeiros, ao lado do memorial e em diversas ruas da cidade.

A rotatividade dos romeiros que gostam de vir a Juazeiro do Norte fora do período das romarias, tem explicação  por parte de alguns peregrinos. Segundo dizem, é bem melhor porque tem pouca gente nas ruas e nos locais de visitas, ao contrário dos dias de romarias. Severino Alves do Nascimento, 68 anos morador de São Miguel, no Rio Grande do Norte, tem mais de 20 viagens a Juazeiro, sempre fora do período das romarias tradicionais. Ele afirma que “muita gente da minha regiāo só vem a Juazeiro do meu Padim em dezembro ou em janeiro. Nunca nas grandes romarias”.

A movimentação dos romeiros vai até domingo, 20, dia da missa do Padre Cicero, a primeira do ano de 2019. A missa do dia 20 acontece todos os meses, sempre às 06:00h e conta com a presença de muitos romeiros. O evento é transmitido ao vivo para ao Brasil e o mundo pela TV e Internet e tem atraído muita gente que vem a Juazeiro do Norte pela primeira vez. A data de 20 de janeiro também celebra o dia de Sāo Sebastiāo, santo da igreja católica muito festejado em várias cidades do país.Padre Cicero faleceu no dia 20 de julho de 1934 e todo dia 20 é celebrada uma missa em sua memória.

Bolsonaro assina decreto que facilita posse de arma

Alteração via decreto foi oficializada no início da tarde


P
residente Jair Bolsonaro (PSL) assinou na manhã de terça-feira (15) o decreto que flexibiliza a posse de armas no Brasil. A expectativa é de que a medida seja publicada ainda em edição extra do “Diário Oficial da União” desta terça, com efeito imediato.

A assinatura foi feita em um evento no Palácio do Planalto que contou com a presença de ministros e de integrantes da bancada da bala.

“Como o povo soberanamente decidiu por ocasião do referendo de 2005 para lhes garantir esse legítimo direito a defesa, eu como presidente usarei essa arma (disse em referência à caneta que usou)”, disse Bolsonaro no momento da assinatura.

A flexibilização do porte de armas é uma promessa de campanha de Bolsonaro. Poucos dias antes de assumir a presidência, ele usou as redes sociais para informar que usaria um decreto para modificar as regras.+

Entre os pontos previstos que o texto deveria alterar estão o período exigido para renovação da posse e a discricionariedade. A ideia era ampliar de 5 para 10 a validade e retirar a exigência de autorização feita por um delegado da Polícia Federal. A posse de armas atualmente no Brasil é regulamentada pela lei federal 10.826, de 2003, conhecida como o Estatuto do Desarmamento. De acordo com ela, são necessárias algumas condições para que um cidadão tenha uma arma em casa, como ser maior de 25 anos, ter ocupação lícita e residência certa, não ter sido condenado ou responder a inquérito ou processo criminal, comprovar a capacidade técnica e psicológica para o uso do equipamento e declarar a efetiva necessidade da arma.

Hoje a declaração de necessidade é feita pela Polícia Federal, que pode recusar o registro se entender que não há motivos de posse para o solicitante. Segundo especialistas, uma pessoa que mora em um local ermo, afastado de delegacias e batalhões de polícia, ou alguém ameaçado, por exemplo, tem mais chances de conseguir a autorização. O rigor com a comprovação da necessidade também pode variar de acordo com o estado e a cultura local.

Caçadores, colecionadores e atiradores desportivos também podem ter a posse de armas, mas o registro é realizado pelo Exército e segue critérios específicos para cada categoria. Para atiradores, por exemplo, é preciso comprovar a participação em clubes de tiro e competições.

A posse, de acordo com a lei, significa que o proprietário pode manter a arma apenas no interior da sua casa ou no seu local de trabalho, desde que seja o responsável legal pelo estabelecimento.

No Estatuto do Desarmamento, estava prevista a realização de um referendo, em 2005, para que a população respondesse à seguinte pergunta: “O comércio de armas de fogo e munição deve ser proibido no Brasil?”. Com 63,94% dos votos válidos, o “não” ganhou. Com isso, o comércio permaneceu legal no país. 

PORTE

Já o porte é proibido para os cidadãos brasileiros, exceto para membros de Forças Armadas, polícias, guardas, agentes penitenciários e empresas de segurança privada, entre outros. É preciso demonstrar a necessidade do porte por exercício de atividade profissional de risco.

Quando uma pessoa tem o registro de porte ela está autorizada a transportar e carregar a arma consigo, fora de casa ou do local de trabalho. É proibido para os cidadãos brasileiros, exceto para membros das Forças Armadas, polícias, guardas, agentes penitenciários, empresas de segurança privada, entre outros. É preciso demonstrar a necessidade do porte por exercício de atividade profissional de risco ou de ameaça à sua integridade física.

O porte é vinculado ao registro da arma. Isso significa que uma pessoa com porte não pode andar com qualquer arma, mas com aquela para qual obteve a autorização. Também pode ser temporário e restrito a determinado território. O decreto presidencial que regula o Estatuto do Desarmamento diz que “o titular de porte de arma de fogo para defesa pessoal […] não poderá conduzi-la ostensivamente ou com ela adentrar ou permanecer em locais públicos, tais como igrejas, escolas, estádios desportivos, clubes, agências bancárias ou outros locais onde haja aglomeração de pessoas em virtude de eventos de qualquer natureza”. Isso, contudo, é estabelecido por decreto, e pode ser mudado pelo presidente sem necessidade de autorização do Congresso.Segundo o estatuto, o porte é revogado caso o portador seja detido ou abordado “em estado de embriaguez ou sob efeito de substâncias químicas ou alucinógenas”. 

COMÉRCIO E REGRAS

Apesar dos limites atuais, cerca de seis armas são vendidas por hora no mercado civil nacional, segundo dados do Exército obtidos via lei de acesso à informação pelo Instituto Sou da Paz. Neste ano, até 22 de agosto, haviam sido vendidas 34.731 armas no total.

Além das vendas recentes, o número de novas licenças para pessoas físicas, concedidas pela Polícia Federal, tem crescido consistentemente nos últimos anos. Passou de 3.029, em 2004, para 33.031, em 2017. O número de novos registros para colecionadores, caçadores e atiradores desportivos, dados pelo Exército, também subiu. Em 2012, foram 27.549 e, em 2017, 57.886. No total, hoje, são mais de meio milhão de armas nas mãos de civis: 619.604.  

COMO É A REGULAÇÃO DE ARMAS EM OUTROS PAÍSES?

Os especialistas contrários à liberação do porte de armas dizem que a tendência atual é de restrição e é raro encontrar um exemplo de um país que esteja afrouxando leis. Abaixo, veja o que é preciso fazer para obter uma arma em oito países.

– Austrália: Tem leis muito restritivas, e a posse é liberada apenas em casos excepcionais (geralmente para caçadores, colecionadores ou fazendeiros em áreas isoladas). Para ter a licença é preciso passar por cursos de cuidados no manuseio, teste escrito e teste prático. Além da avaliação dos antecedentes criminais, há casos em que a polícia entrevista familiares e vizinhos. A legislação mais dura foi aprovada no fim dos anos 1990, pouco depois de um massacre que matou 35 pessoas e feriu 23 em Port Arthur, em 1996. Depois da lei, cerca de 650 mil armas foram confiscadas.

– Alemanha: Para conseguir uma licença, é preciso comprovar que a pessoa corre risco, demonstrar que é colecionadora ou fazer parte de clube de tiro. O candidato passa por avaliação que leva em conta antecedentes criminais, saúde mental e uso de drogas. Caso seja concedida, a permissão é revisada a cada três anos. Para manter a arma em casa, é preciso permitir inspeções não anunciadas da polícia, que verifica se o armamento está guardado em local seguro.

– África do Sul: É muito difícil obter uma arma legalmente. O processo é lento e inclui aulas de tiro, entrevistas com familiares, checagem de histórico criminal e de uso de drogas e inspeção no local onde a arma será guardada -tudo isso antes que a compra seja autorizada. Nas cinco maiores cidades do país, os homicídios caíram 13,6% ao ano nos cinco anos posteriores à aprovação da legislação atual, o que aconteceu nos início do anos 2000.

– China: Em geral, os chineses que moram em cidades são proibidos de ter armas em casa -elas precisam ser guardadas em depósitos especiais. Para obter a permissão para comprá-las, é necessário apresentar uma justificativa e demonstrar conhecimento sobre uso seguro e manuseio. Também há avaliação do histórico policial e da saúde mental da pessoa.

– Estados Unidos: É o país com maior taxa de armas por habitante do mundo. Para ter uma arma, basta passar por uma checagem instantânea de antecedentes criminais, mas isso não é necessário se a compra for realizada com um vendedor privado, em vez de em uma loja -cerca de um terço dos compradores não passou pela checagem, segundo estudo de Harvard. Em alguns estados há maiores restrições, mas em geral elas incluem apenas mais tempo de espera pela liberação da compra ou checagem mais aprofundada do histórico do comprador. Há mais de 50 mil lojas de armas no país.

– Japão: Tem das leis mais rígidas do mundo. O longo processo para obter a permissão para comprar uma arma envolve aulas de tiro (que também precisam ser autorizadas), teste escrito, teste prático, avaliação psicológica e psiquiátrica, entrevista com a polícia para explicar por que a arma é necessária, avaliação rigorosa de histórico criminal e de relações pessoais (também é avaliado se a pessoa tem dívidas) e inspeção policial do local onde a arma será armazenada.

– México: Há apenas uma loja de armas em todo o país e ela fica na capital, Cidade do México. Para obter a permissão do governo, é preciso atestado que comprove que a pessoa não tem antecedentes criminais. Também é necessário ter emprego fixo e renda.

– Reino Unido: A posse só é permitida para caçadores ou membros de clubes de tiro. Quem requer a permissão precisa passar por checagem de antecedentes criminais e entrevista domiciliar com a polícia, que verifica o local onde a arma será guardada

– Rússia: É preciso ter autorização para caça ou justificar a necessidade da arma para defesa pessoal. O requerente passa por testes relativos ao manuseio do armamento, primeiros socorros e legislação, além de avaliação psicológica e de antecedentes criminais.Com informações da Folhapress

Fonte: Notícias ao Minuto 

Parte de lança da estátua de Zumbi dos Palmares é roubada no Centro Histórico de Salvador

Parte da lança que pertence à estátua de Zumbi dos Palmares, localizada na Praça da Sé, no Pelourinho, Centro Histórico de Salvador, foi roubada.

Nesta terça-feira (15), o autor do furto ainda não havia sido identificado. A Fundação Gregório de Matos (FGM), responsável pela obra, registrou o boletim de ocorrência na 1ª Delegacia de Polícia, que fica nos Barris, mas não informou quando.

Assim como a estátua, a lança é feita de bronze. O monumento de Zumbi, representante da resistência negra contra a escravidão no Brasil, tem 2,20 metros de altura e pesa 300 quilos. Segundo a Secretaria Municipal de Comunicação, um orçamento para recuperar a lança já está sendo feito.

O monumento é assinado pela artista plástica Márcia Magno e foi inaugurado há 11 anos. Segundo a Secom, ela é considerada a primeira estátua em Salvador a retratar Zumbi de corpo inteiro.

 Fonte: G1 

Agentes penitenciários terceirizados realizam protesto no Complexo da Mata Escura, em Salvador

Agentes penitenciários terceirizados realizam um protesto na entrada da Penitenciária Lemos de Brito, que fica no Complexo da Mata Escura, em Salvador, na manhã desta terça-feira (15). A categoria reivindica o cumprimento de reajuste salarial.

De acordo com membros do Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindap), a empresa Socializa Brasil, responsável pelo depósito dos salários, não está cumprindo o pagamento definido pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressoalização (Seap).

Os agentes informaram que o reajuste concedido foi de 40%, em cima de um salário correspondente a R$ 1.260, o que gera um acréscimo de R$ 504. Conforme a categoria, cerca de 180 agentes terceirizados estão sendo afetados.

Os manifestantes bloqueiam a entrada da penitenciária. A categoria informou ainda que vai impedir a entrada de visitas para os internos, como forma de protesto. Uma reunião entre agentes e a empresa está agendada para a quarta-feira (16).

G1 tentou falar com a Socializa Brasil nesta manhã, mas não conseguiu contato.

Agentes penitenciários terceirizados fazem manifestação no Complexo da Mata Escura, em Salvador — Foto: Almiro Júnior/Arquivo pessoal

Agentes penitenciários terceirizados fazem manifestação no Complexo da Mata Escura, em Salvador — Foto: Almiro Júnior/Arquivo pessoal

Agentes penitenciários terceirizados fazem manifestação no Complexo da Mata Escura, em Salvador — Foto: Almiro Júnior/Arquivo pessoal

Agentes penitenciários terceirizados fazem manifestação no Complexo da Mata Escura, em Salvador — Foto: Almiro Júnior/Arquivo pessoal

 
Fonte: G1 

Lei determina remoção de fezes de animais em espaços públicos do Recife

 

A partir desta terça-feira (15), os donos de animais devem retirar as fezes dos pets em espaços públicos do Recife, sob pena de advertências verbais, escritas e de aplicação multa. A lei, assinada pelo prefeito Geraldo Julio, foi publicada no Diário Oficial do município.

A lei 18.554/2019 surgiu a partir de um Projeto de Lei do vereador Romero Albuquerque (PP) e determina a limpeza e retirada das fezes de animais de estimação em locais como praças, parques e ruas do Recife. Caso a determinação não seja cumprida, o responsável pelo animal pode ser advertido verbalmente ou notificado por escrito.

Em caso de desobediência, será aplicada uma multa de R$ 150. Os recursos arrecadados serão destinados ao Hospital Veterinário do Recife, na Zona Oeste da cidade.

“Muitas pessoas acreditam que recolher o cocô de seus animais é uma obrigação apenas para não sujar a cidade. O que poucos sabem é que as fezes podem transmitir doenças a outros animais e inclusive a humanos”, diz a justificativa do Projeto de Lei 187/2017, que originou a lei municipal.

Segundo o projeto, as fezes caninas podem transmitir adenovírus, parvovírus e parasitas como giárdia e tênia. “É imprescindível que a pessoa, sempre que entre em contato com as fezes do animal, lave bem as mãos ou passe álcool gel”, aponta a justificativa do vereador.

 
Fonte: G1 

Pernambuco tem mais de três atendimentos por picada de escorpião por dia em 2018

O Centro de Assistência Toxicológica de Pernambuco (Ceatox) registrou 4.707 casos de intoxicações e acidentes com animais peçonhentos em 2018. Do total, 1.349 foram para casos de picada de escorpião, o que representa uma média diária de 3,7 atendimentos por dia.

O Ceatox é uma central ligada à Secretaria de Saúde e funciona 24 horas por dia, auxiliando profissionais de saúde e a população em geral nos casos de intoxicações e acidentes com animais peçonhentos.

O número de atendimentos em 2018 representa uma ampliação de 3,7% em relação a 2017, quando foram 4.537 atendimentos feitos pelo centro. O balanço anual foi divulgado nesta terça-feira (15).

A maior parte dos casos está relacionada a picadas, não só de escorpião, como também de outros animais peçonhentos, totalizando foram 2.028 chamados. Somente serpentes, foram 493 ocorrências.

No caso das cobras, é possível entrar em contato com o Ceatox para saber qual unidade de saúde procurar para que seja aplicado o soro antiofídico. Quanto mais rápida a assistência for dada, menor o risco de sequelas e óbitos.

O Ceatox lembra que, no caso picadas de animais peçonhentos em geral, a orientação é lavar a área com água e sabão, seguindo para uma central de saúde.

Picadas de escorpião exigem cuidados específicos — Foto: Miva Filho/Secretaria de Saúde

Picadas de escorpião exigem cuidados específicos — Foto: Miva Filho/Secretaria de Saúde

Em segundo lugar estão as intoxicações envolvendo remédios, que totalizaram 1.292 ocorrências em 2018.

O Ceatox alerta, ainda, para a utilização do agrotóxico conhecido como ‘chumbinho’, e vendido erroneamente como inseticida: foram 313 ocorrências de intoxicação relacionadas ao chumbinho ao longo do ano.

Através de uma ligação gratuita para o centro, no telefone 0800 722 6001, é possível conseguir outras orientações, como a unidade de saúde mais próxima, por exemplo. Confira abaixo as unidades para tratamento de acidentes com animais peçonhentos no estado:

  • Hospital da Restauração – Recife (cobra e escorpião)
  • Hospital Jaboatão Prazeres – Jaboatão dos Guararapes (escorpião)
  • Hospital João Murilo – Vitória de Santo Antão (escorpião)
  • Hospital Belarmino Correia – Goiana (escorpião)
  • Hospital Mestre Vitalino – Caruaru (cobra e escorpião)
  • Hospital Regional Ruy de Barros Correia – Arcoverde (cobra e escorpião)
  • Hospital Professor Agamenon Magalhães – Serra Talhada (cobra e escorpião)
  • Hospital Regional Inácio de Sá – Salgueiro (cobra e escorpião)
  • Hospital Regional Fernando Bezerra – Ouricuri(cobra e escorpião)
  • Hospital Universitário – Petrolina (cobra e escorpião)

O que fazer em caso de acidente:

  • Procure atendimento médico imediatamente;
  • Informe ao profissional de saúde o máximo possível de características do animal, como: tipo de animal, cor, tamanho, entre outras;
  • Se possível, e caso tal ação não atrase a ida do paciente ao atendimento médico, lave o local da picada com água e sabão (exceto em acidentes por águas-vivas ou caravelas), mantenha a vítima em repouso e com o membro acometido elevado até a chegada ao pronto socorro;
  • Em acidentes nas extremidades do corpo, como braços, mãos, pernas e pés, retire acessórios que possam levar à piora do quadro clínico, como anéis, fitas amarradas e calçados apertados;
  • Não amarre (torniquete) o membro acometido e, muito menos, corte e/ou aplique qualquer tipo de substancia (pó de café, álcool, entre outros) no local da picada;
  • Especificamente em casos de acidentes com águas-vivas e caravelas, primeiramente, para alívio da dor inicial, use compressas geladas de água do mar. A remoção dos tentáculos aderidos à pele deve ser realizada de forma cuidadosa, preferencialmente com uso de pinça ou lâmina. Procure assistência médica para avaliação clínica do envenenamento e, se necessário, realização de tratamento complementar;
  • Não tente “chupar o veneno”, essa ação apenas aumenta as chances de infecção local.

Fonte: G1 


Veja quem é quem no 1º e no 2º escalão do governo Bolsonaro

maior parte dos ministérios do governo de Jair Bolsonaro (PSL) já definiram os nomes que vão ocupar os cargos de segundo escalão.

Três pastas -Minas e Energia, Defesa e Meio Ambiente- ainda não concluíram suas nomeações. Já o ministério de Relações Exteriores divulgou um novo organograma nesta segunda (14) e deve anunciar seu secretariado em até 30 dias.

Já as indicações para o Banco Central, que ainda possui status de ministério, dependem ainda de aprovação do Senado. O segundo escalão do governo Bolsonaro:

Casa Civil – Onyx Lorenzoni

Secretário-Executivo: Abraham Weintraub

Subchefe para Assuntos Jurídicos: Jorge Oliveira

Subchefe de Análise e Acompanhamento de Assuntos Governamentais: Pablo Tatim

Subchefe de Articulação e Monitoramento da Casa Civil: José Vicente Santini

Secretaria-Geral – Gustavo Bebianno

Secretário-Executivo: Floriano Peixoto Vieira Neto

Secretário Especial de Assuntos Estratégicos: Maynard Marques de Santa Rosa

Secretário Especial-Adjunto: Lauro Luís Pires da Silva

Assessor Especial: Walter Felix Cardoso

Secretaria de Governo – Carlos Alberto dos Santos Cruz

Secretário-Executivo da Secretaria de Governo: Mauro Biancamano Guimarães

Secretário Especial de Comunicação Social da Secretaria de Governo: Floriano Barbosa de Amorim Neto

Defesa (demais secretarias não foram definidas) – general Fernando de Azevedo e Silva

Secretário-geral: Almirante Garnier

AGU – André Luiz de Almeida Mendonça

Advogado-Geral da União Substituto/Secretário-Geral de Consultoria: Renato de Lima França

Procurador-Geral da União: Vinícius Torquetti Domingos Rocha

Procurador-Geral da Fazenda Nacional: José Levi Mello do Amaral Júnior

Consultor-Geral da União: Arthur Cerqueira Valério

Procurador-Geral Federal: Leonardo Silva Lima Fernandes

Secretária-Geral de Contencioso: Izabel Vinchon Nogueira de Andrade

Corregedora-Geral da Advocacia da União: Vládia Pompeu da Silva

Procurador-Geral do Banco Central: Cristiano de Oliveira Lopes Cozer

Secretário-Geral de Administração: Márcio Bastos Medeiros

Chefe de Gabinete do Advogado-Geral da União: Rodrigo Sorrenti Hauer Vieira

CGU – Wagner de Campos Rosário

Secretário-Executivo: José Marcelo Castro de Carvalho

Secretário Federal de Controle Interno: Antônio Carlos Bezerra Leonel

Secretária de Transparência e Prevenção da Corrupção: Cláudia Taya

Corregedor-Geral da União: Gilberto Waller Junior

Ouvidor-Geral da União: Valmir Gomes Dias

Secretário de Combate à Corrupção: João Carlos Figueiredo Cardoso

Justiça e Segurança Pública – Sergio Moro

Assessor especial de assuntos legislativos: Valdimir Passos de Freitas

Chefe de gabinete: Flávia Blanco

Secretário executivo: Luiz Pontel

Assessoria especial de assuntos federativos e parlamentares: Lucas Goes

Secretário nacional de políticas sobre drogas: Luiz Roberto Peggiora

Secretário nacional do consumidor: Luciano Timm

Secretário de operações policiais integradas: Rosalvo Ferreira

Presidente do Coaf: Roberto Leonel

Chefe do DRCI (departamento de recuperação de ativos e cooperação jurídica internacional): Erika Marena

Diretor do departamento penitenciário nacional: Fabiano Bordignon

Secretária nacional de justiça: Maria Hilda Marsiaj

Secretário nacional de segurança pública: Guilherme Theophilo

Itamaraty (novo organograma foi publicado hoje. Nomeações em até 30 dias) – Ernesto Araújo

Secretário-geral das Relações Exteriores do Ministério das Relações Exteriores – Otávio Brandelli

Economia – Paulo Guedes

Secretário-executivo: Marcelo Guaranys

Secretário especial da Receita Federal: Marcos Cintra

Secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade: Carlos da Costa

Secretário especial de Previdência e Trabalho: Rogério Marinho

Secretário especial de Desestatização e Desenvolvimento: Salim Mattar

Secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital: Paulo Uebel

Secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais: Marcos Troyjo

Secretário especial de Fazenda: Waldery Rodrigues

Banco Central (indicações precisam ser aprovadas pelo Senado) – Roberto Campos Neto

Infraestrutura – Tarcísio Gomes de Freitas

Secretário-executivo: Marcelo Sampaio

Secretária-executiva adjunta: Viviane Esse

Secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias: Natália Marcassa

Secretário de Transportes Terrestres: general Jamil Megid Junior

Secretário de Portos e Transportes Aquaviários: Diogo Piloni

Secretário de Aviação Civil: Ronei Glanzmann

Minas e Energia (os demais cargos indefinidos) – Almirante Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Jr.

Marizeth Pereira: secretária-executiva

Agricultura – Tereza Cristina

Secretário-Executivo: Marcos Montes (PSD-MG)

Secretaria Especial de Assuntos Fundiários: Nabhan Garcia

Política Agrícola: Eduardo Sampaio Marques

Defesa Sanitária: José Guilherme Tollstadius Leal

Aquicultura e Pesca: Jorge Seif Júnior

Agricultura Familiar e Cooperativismo: Fernando Henrique Kohlmann Schwanke

Comércio e Relações Internacionais do Agronegócio: embaixador Orlando Leite Ribeiro

Desenvolvimento Regional – Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto

Secretário-Executivo: Antônio Carlos Futuro

Secretário Nacional de Segurança Hídrica: Marcelo Pereira Borges

Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil: Alexandre Lucas Alves

Secretário Nacional de Mobilidade Urbana: Jean Carlos Pejo

Secretário Nacional de Saneamento Ambiental: Jônathas Assunção Nery de Castro

Secretária Nacional de Desenvolvimento Regional e Urbano: Adriana Melo Alves

Secretário Nacional de Habitação: Celso Toshito Matsuda

Ciência e Tecnologia – Marcos Pontes

Secretário executivo: Júlio Semeghini Neto

Chefe de gabinete: Celestino Todesco

Secretário de pesquisa e formação: Marcelo Marcos Morales

Secretário de empreendedorismo e inovação: Paulo César Rezende de Carvalho Alvim

Secretário de planejamento e cooperação de projetos e controle:Antonio Franciscangelis Neto

Secretário de radiodifusão: Elifas Gurgel Chaves do Amaral

Secretário de telecomunicações: Vitor Elisio Góes de Oliveira Menezes

Meio Ambiente (nomeações não foram definidas) – Ricardo Salles

Mulher, Família e Direitos Humanos – Damares Alves

Secretário-executivo: Sérgio Carazza

Secretaria de Proteção Global: Sérgio Augusto de Queiroz

Secretaria da Família: Angela Vidal Gandra da Silva Martins

Secretaria da Criança e Adolescente: Petrúcia de Melo Andrade

Secretaria da Juventude: Jayana Nicaretta da Silva

Secretaria da Pessoa Idosa: Antônio Fernandes Toninho Costa

Secretaria da Mulher: Tia Eron

Secretaria da Pessoa com Deficiência: Priscilla Roberta Gaspar de Oliveira

Secretaria da Igualdade Racial: Sandra Terena

Cidadania – Osmar Terra

Secretária-Executiva: Tatiana Alvarenga

Secretário especial de Desenvolvimento Social: Lelo Coimbra

Secretário especial de Cultura: Henrique Medeiros Pires

Secretário especial de Esporte: Marco Aurélio Vieira

Secretário de Comunicação Social: Klécio Santos

Saúde – Luiz Henrique Mandetta

Secretário-executivo: João Gabbardo -ex-secretário de saúde do Rio Grande do Sul, ex-presidente do Conass

Secretário da atenção básica (nova pasta): será nomeado, deve ser o Erno Harmzhein, secretário de Saúde de Porto Alegre, que assume primeiro a Sgep, que será extinta

Secretário de atenção hospitalar: Francisco de Assis (mantido da gestão Temer)

Secretário de tecnologia e insumos estratégicos: Denizar Vianna

Secretário de vigilância em saúde: Wanderson Kleber

Secretária de gestão do trabalho e educação em saúde: Mayra Pinheiro

Sesai (saúde indígena): Marco Antônio Toccolini – (mantido da gestão Temer)

Educação – Ricardo Vélez Rodríguez

Chefe de Gabinete: Tiago Tondinelli

Secretário-executivo: Luiz Antonio Tozi

Secretária de Educação Básica: Tania Leme de Almeida

Secretário de Alfabetização: Carlos Francisco de Paula Nadalin

Secretário de Educação Superior: Mauro Luiz Rabelo

Secretário de Educação Profissional e Tecnológica: Alexandro Ferreira de Souza

Secretário de Regulação e Supervisão e Educação Superior: Marco Antonio Barroso Faria

Secretário de Modalidades Especializadas de Educação: Bernardo Goytacazes de Araújo

Presidente da CAPES: Anderson Ribeiro Correia

Presidente do FNDE: Carlos Alberto Decotelli da Silva

Presidente do Inep: Marcos Vinícius Rodrigues

Presidente EBSERH: General Oswaldo de Jesus Ferreira

Turismo – Marcelo Álvaro Antônio

Secretário-Executivo: Alberto Alves

Secretário Nacional de Estruturação do Turismo: José Antônio “Totó” Parente

Secretário Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo: Babington “Bob” dos Santos

Chefe de Gabinete do Ministro: Maurício Almeida do Nascimento

Com informações da Folhapress. 

 
 Fonte: notícias ao minuto