LOGO-NEWS-CARIRI

Após simular o próprio sequestro, mulher é presa com os falsos sequestradores

Tathiany Suellen, de rosa, e os falsos sequestadores são presos em Petrolina (Foto: Polícia Civil / Divulgação )

Publicidade

Polícia Civil prendeu na noite da sexta-feira (17), quatro envolvidos em um falso sequestro em Petrolina, Sertão de Pernambuco. Entre os presos, está o policial civil do Estado da Bahia, José Flávio de Oliveira. Além dele, também estão envolvidos no crime, Ayron Maxsuel dos Santos Silva, que tem passagem por tráfico de drogas, Israel Alexandre de Barros Silva e a falsa vítima do sequestro, Tathiany Suellen da Silva Santos. O grupo foi levado para a Delegacia do Bairro Ouro Preto.

De acordo com o delegado Gregório Ribeiro, inicialmente, o grupo tentou ganhar R$ 72 mil com o resgate. O dinheiro, pago pela família de Tathiany, seria utilizado para quitar dívidas da suposta vítima, inclusive com os outros envolvidos no crime.

“Assim que o dinheiro foi entregue na cidade de Juazeiro(BA), nós fizemos a abordagem aos envolvidos, onde constatamos que tudo teria sido uma armação por parte da Tathiany, em razão dela estar devendo dinheiro a algumas pessoas e essa seria uma forma dela conseguir que a família a ajudasse a pagar essa dívida”, explica o delegado.

O delegado informou que durante o período que Tathiany dizia estar sequestrada, era ela quem mantinha contato com a família. Ela pedia para que os familiares conseguissem o dinheiro do resgate o mais rápido possível, do contrário, os supostos sequestradores iram matá-la. Acreditando no sequestro de Tathiany, o irmão dela denunciou o caso à polícia.

O delegado Gregório Ribeiro acompanha o caso (Foto: Emerson Rocha)O delegado Gregório Ribeiro acompanha o caso (Foto: Emerson Rocha)

O delegado Gregório Ribeiro acompanha o caso (Foto: Emerson Rocha)

Seguindo as orientações da polícia, a família conseguiu diminuir o valor do resgate para R$40 mil. A entrega do dinheiro foi marcada em um ponto da cidade de Juazeiro. Após o pagamento e a liberação da suposta vítima, a polícia perseguiu os três homens envolvidos, que estavam em duas motos. Ayron Maxsuel e José Flávio, que estava com uma pistola, foram presos durante a perseguição. Israel Alexandre conseguiu fugir com o dinheiro do resgate, mas foi detido logo em seguida.

Na delegacia, os presos confirmaram que aquele era um falso sequestro, com o envolvimento da susposta vítima. Com isso, Tathiany também foi detida. A polícia recuperou o dinheiro usado no resgate, além de apreender duas motos, a pistola usada pelo policial civil e munições. Segundo o delegado, durante o período em que dizia estar sequestrada, Tathiany estava escondida em uma chácara na cidade de Juazeiro.

Os quatro agora vão responder pelo crime de extorsão majorada de pessoas, quando há mais de dois envolvidos no crime, com pena que vai de quatro a dez anos. Eles passarão por uma audiência de custódia no Fórum de Petrolina neste sábado.

Fonte: G1

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas