Após reportagem do News Cariri, prefeitura negocia e greve de quase três meses é suspensa em Caririaçu

A66DF625-B8C5-41FB-88D1-5260DA7F75B2

Publicidade

Por Agência News Cariri

Há quase três meses os professores da rede municipal de ensino de Caririaçu decidiram pela paralização das atividades. Os docentes cobravam a instalação da progressão horizontal, um benefício garantido em lei que consiste num acréscimo no salário da categoria.

As negociações andaram a passos lentos, conforme avaliou os profissionais da educação. Na cidade, o comentário era um só que o prefeito não dialogava com a categoria porque mora em outra cidade ( Juazeiro do Norte). Tentando protelar a implantação da progressão, a gestão levou o caso para o TJ –Ce, que decidiu pela legalidade da greve dos professores.

A Reportagem do News Cariri mostrou o drama dos pais de alunos que estão sem aula há mais de 30 dias letivos. A greve é primeira da história do município que no próximo dia 18 completará 142 anos de emancipação política. Quando a equipe de reportagem tentou contato com o prefeito Edmilson Leite (PDT),na prefeitura, foi informada que o gestor não se encontrava na prefeitura. Relembre a matéria (Link)

Na última quinta-feira,9, a categoria após análise minuciosa do documento enviado pela procuradoria do município e esclarecendo alguns itens, decidiu pelo retorno das atividades que deve ocorrer na próxima quarta-feira,15.

PREFEITO PRECIPITADO
Sem diálogo com o movimento paredista, o prefeito Edmilson optou que seus interlocutores [procuradoria] resolvesse o problema da greve. Precipitado, o gestor que na sua primeira gestão inaugurou um orelhão, usou redes sociais para comunicar que as aulas retornariam na segunda-feira,13. No entanto, o sindicato determinou que o retorno das aulas deve ocorrer só na quarta-feira,15.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *