Festival acontece em Creon, na França, entre os dias 14 e 21 de julho/Foto divulgação.

Por Ronuery Rodrigues / Papo Reto Cariri

Jovens integrantes da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Cariri- UFCA, embarcam na manhã desta terça-feira, 10, para França, onde participam do Festival Internacional de Orquestras de Jovens Eurochestries, que este ano será realizado em Creon, na França, entre os dias 14 e 21 de julho.

Na oportunidade o Cariri estrará representando o Brasil, no evento por 29 alunos e dois professores, os mestres João Luís e Marco Antônio Silva (Regente). A viagem conta com apoio da UFCA, bem como diversos colaboradores. O roteiro conta com uma apresentação na Espanha, onde haverá também bate com a Orquestra Jovem Espanhola, de lá, o grupo segue viagem para França.

È a primeira vez que a orquestra se apresenta no exterior.E 2013 a Orquestra participou do Festival Internacional de Orquestras Jovens – Eurochestries, em Sobral, durante o evento a orquestra recebeu o convite para o Festival na França.

Orquestras de diversos países do mundo, se apresentarão em recitais que ocorrem nas cidades francesas. O momento será de troca de experiência e partilha de saberes, como destaca a musicista, Bárbara Gomes, integrante do grupo.- A troca de experiência é fundamental para o crescimento de um profissional e quando essa troca de ideia é internacional proporciona um maior aprendizado” disse. 

Confira uma apresentação da Orquestra> https://www.youtube.com/watch?v=hqhNZ9q-zNs

Regionalismo em Destaque

Cada Orquestra mostrará a cultura do país através do repertório e com a UFCA, não será diferente, além das composições consagradas da Música Popular Brasileira, farão parte da seleção. Para mostrar que o Regional se mistura com o Erudito, as composições do Rei do Baião, Luiz Gonzaga, serão executadas pelos músicos, destacando assim, a riqueza cultural do Nordeste Brasileiro.

Sobre a  Orquestra Sinfônica da UFCA

A orquestra surgiu em 2011, quando a UFCA ainda era um campus da UFC, organizada pelos professores Marco Antônio Silva, responsável pela prática instrumental de violino e viola, e Cláudio Mappa, responsável pela prática de violoncelo e contrabaixo. “Nós unimos essas práticas instrumentais, que é como chamamos o ensino de um instrumento ou de uma família de instrumentos, e formamos o que é conhecido no mundo do concerto de Orquestra de Cordas, que é formada de violino, viola, violoncelo, e contrabaixo” conta o professor Marco.

Foram feitos arranjos de músicas regionais e eruditas para que os alunos pudessem tocar juntos, e para os professores, a orquestra traz um aprendizado muito interessante, tendo em vista que o curso prepara professores para atuarem na docência musical. Com o tempo, outros estudantes se interessaram em participar da orquestra e pediram para que houvesse a inserção de instrumentos de sopro, e assim nasceu a orquestra sinfônica.

COMENTAR