LOGO-NEWS-CARIRI

Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha é celebrado em Salvador com debate e marcha pelo centro da cidade

Marcha de mulheres negras será realizada nesta quarta-feira (Foto: Divulgação/Vale do Dendê)

Publicidade

esta quarta-feira (25), data em que é celebrado o Dia da Mulher Afro-Latina-Americana e Caribenha, acontecerá uma marcha de mulheres negras em Salvador.

A concentração começará às 13h, na Praça da Piedade, e a marcha seguirá ao Terreiro de Jesus, onde será realizado o Ato Político Cultural Mulheres Negras Movem a Bahia, a partir das 17h, na 6ª Edição do Julho das Pretas, em Salvador.

A Marcha e o Ato Mulheres Negras Movem a Bahia é uma ação conjunta dos movimentos de mulheres negras na 6ª Edição do Julho das Pretas, e tem por objetivo denunciar o racismo, a violência e visibilizar as lutas dos movimentos de mulheres negras pelo Bem Viver de toda população negra.

Para o ato estão confirmadas: a dupla de rap, VisiOOnárias; o grupo de poesia Coletivo ZeferinaS; A banda Intêra, com a participação da atriz e cantora Telma de Souza; as cantoras: Gal do Beco, Iane Gonzaga, Carla Gentil, Rebeca Tarique, Matilde Charles; e o Coral Mulheres de Alagados.

Data comemorativa

Comemorado em 25 de julho, o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha nasceu em 1992, com a realização do primeiro Encontro de Mulheres Negras Latinas e Caribenhas, em Santo Domingos, na República Dominicana.

Daquele encontro, surgiu uma rede de mulheres que permanece até hoje promovendo e discutindo formas de combate ao racismo e ao machismo. Também naquele mesmo ano, o Dia Internacional foi reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU).

No Brasil, a data é celebrada desde 2014, através da Lei N° 12.987, que dispõe sobre a criação do Dia Nacional de Tereza de Benguela, em alusão ao Dia Internacional da Mulher Negra e Caribenha.

Conhecida também como “Rainha Tereza”, Tereza de Benguela lutou por mais de 20 anos contra a escravidão no Brasil à frente do Quilombo do Piolho, localizado na Chapada e no Vale do Guaporé, onde atualmente se localiza o estado do Mato Grosso.

Atividades

Das 18h às 21h, uma roda de diálogo sobre o “Empoderamento Crespo e Colorismo: Tornar-se Negra como um Ato Político” será realizada no espaço Vale do Dendê, no Shopping da Bahia, em Salvador. A entrada é gratuita. Na ocasião, o debate pretende convidar a sociedade soteropolitana para discutir um tema atual e diverso: o colorismo.

Como todos os sujeitos são interlocutores, a missão será discutir e instrumentalizar os modos de subjetivação e formação da identidade dos sujeitos marcados pela estigmatização, para fins de tomar o olhar do diferente que antes os inferiorizava e fazer disso uma mola que possa resistir e subverter.

Durante a manhã desta quarta-feira, a representação social da mulher negra foi tema de uma roda de conversa no Centro de Convivência Irmã Dulce dos Pobres (CCIDP), localizado na Rua Direita do Santo Antônio, no Centro Histórico de Salvador.

O evento, ministrado pela teóloga e historiadora Gicélia Cruz, ocorreu como homenagem ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha – que é celebrado oficialmente na mesma data. A palestra foi aberta ao público.

Fonte: G1

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas