Câmara de Nova Olinda empossa novo presidente, Prefeito Afonso Sampaio prestigia evento

Por Agência News Cariri

O Prefeito Afonso Domingos Sampaio esteve presente na solenidade de posse da nova mesa de diretoria que assumirão em 2018 e 2019 nesta segunda-feira, dia 01.

O mesmo anunciou nas redes sociais que o Vande Araújo ficará como Presidente da Câmara de vereadores, enquanto Demontier Feitosa como Vice e Lurdes da Saúde, secretária.

O gestor ainda mostrou que o trabalho será em parceria pelo bem da população. “Nosso compromisso é com o povo de Nova Olinda, iremos trabalhar em parceria, pensando sempre no desenvolvimento e em uma mulher de qualidade de vida ao povo da nossa cidade”, afirmou.

De 2017 para 2018: veja 7 tendências que vão passar de ano

Muitas delas usaram ou foram fotografadas com roupas de náilon, body sensual, botas de cano alto coloridas, calças esportivas com fenda e a inusitada combinação entre preto e amarelo, roupas rosa millennial e camisetas em festas. Confira  como usar e se prepare para entrar em 2018 antenada no quesito fashion.

É de plástico sim!

desfile da Chanel em outubro só confirmou que o plástico é matéria em alta e cada vez mais será encorporado em looks esportivos e até de festa. A tendência chega como referência e homenagem ao futurismo e a era espacial em alta nos anos 60. Na época, o material, assim como o vinil, foi muito usado nas ruas e em filmes, como em “Barbarella” , uma agente especial, estrelado por Jane Fonda. Mesmo sem chuva, pode começar a criar looks plastificados. Veja mais dicas para apostar na tendência .

Fonte: Terra

Sistema de marcação de consultas muda em hospital público na Zona Norte do Recife

De acordo com Secretaria de Saúde de Pernambuco, pacientes que passaram por procedimentos anteriores no Agamenon Magalhães terão agendamento feito na unidade. Telefone 0800 deixa de funcionar para reserva de vagas.

A partir desta terça-feira (2), o sistema de marcação de consultas no Hospital Agamenon Magalhães, em Casa Amarela, na Zona Norte do Recife, sofre alterações. Os agendamentos para quem já passou por procedimentos anteriores serão feitos, exclusivamente, na unidade de saúde, logo após o atendimento pelo médico. Além disso, o telefone 0800.281.2025 deixa de funcionar para reserva de vagas. Até fevereiro, por meio desse número, será possível tirar dúvidas sobre as mudanças. (Veja vídeo acima)
As alterações são válidas para os pacientes que precisarem retornar para novo procedimento ou tiverem que se submeter a exames após o atendimento no ambulatório. As consultas de primeira vez devem ser marcadas pelo município de origem, via secretaria municipal de Saúde ou Unidades de Saúde da Família, como já vem acontecendo.
De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o paciente que foi atendido no ambulatório em 2017 e tiver o encaminhamento para uma consulta de retorno deve, em janeiro e fevereiro, fazer a marcação em seu município de origem: na unidade de saúde da família mais perto de casa ou na secretaria municipal de saúde. Todo o processo será feito pelo sistema da Regulação Ambulatorial do estado.

De acordo com a coordenadora médica do ambulatório do Agamenon Magalhães, Gladis Thum, o objetivo do estado é garantir que o paciente saia da unidade com a consulta de retorno agendada. Ela ressalta que a pessoa não precisará ligar nem enfrentar filas. “Não muda o número de vagas. Para marcação de exames, o procedimento é igual ao adotado para a marcação de consultas”, afirma.

No Agamenon são ofertadas consultas de otorrinolaringologia (clínica e cirúrgica), endocrinologia (infantil e adulto), cardiologia (adulto e pediátrica) e cirurgias geral, vascular, plástica e ginecológica.
O hospital atende cerca de 5 mil pacientes por mês nas suas quatro emergências (clínica, cardiológica, otorrinolaringologia e maternidade de alto risco) e oferta 7 mil consultas ambulatoriais por mês, além de cerca de 400 partos.

Fonte: G1

Transação em espécie acima de R$ 30 mil terá que ser informada

Norma entrou em vigor nesta segunda-feira

A partir desta segunda-feira, 1º de janeiro, as transações em espécie em valor igual ou superior a R$ 30 mil terão que ser informadas à Receita Federal. São obrigadas a declarar as empresas e as pessoas jurídicas que receberem o dinheiro. A norma entrou em vigor nesta segunda-feira, após a maior apreensão de dinheiro vivo da história do País – a descoberta de R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador usado pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima.

As movimentações terão que declaradas por meio de formulário eletrônico disponível na página da Receita, a Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie (DME). O formulário precisa ser obrigatoriamente entregue até o último dia útil do mês seguinte ao recebimento do dinheiro em espécie. Quem não declarar à Receita ou prestar a informação incorreta ficará sujeita a multa de 1,5% a 3,0% do valor da operação.

O secretário da Receita, Jorge Rachid, afirmou que a medida vai ajudar na fiscalização e combate à lavagem de dinheiro. Segundo ele, é grande a quantidade de dinheiro em espécie que tem circulando no País. “Estamos fechando a porta. Ninguém anda com tanto dinheiro. Não pode andar com mala de dinheiro”, disse.

Rachid afirmou que a medida não é uma “jabuticaba” e que outros países têm normas semelhantes. Nos Estados Unidos, a declaração tem que ser enviada para valores iguais ou superiores a US$ 10 mil. No Reino Unido, o valor é 10 mil euros.

Nos últimos anos, operações especiais da Receita mostraram que transações com dinheiro em espécie têm sido utilizadas para esconder operações de sonegação, de corrupção e de lavagem de dinheiro, em especial quando os beneficiários de recursos ilícitos utilizam esses recursos na aquisição de bens ou de serviços para não serem identificados pelo Fisco.

Para simplificar a prestação de informações, o secretário informou que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e a Receita vão editar norma conjunta para que as informações sejam prestadas exclusivamente por meio da DME e posteriormente compartilhadas ao Conselho. As instituições financeiras não estão sujeitas à entrega da DME. Com informações do Estadão Conteúdo.

Fonte: Notícias ao Minuto