A partir deste mês de setembro, 689 escolas da rede pública estadual de ensino terão alunos monitores, em todos os turnos, nos Laboratórios Educacionais de Informática (LEI). Os estudantes irão auxiliar colegas e professores nas atividades escolares.

Cada monitor vai receber uma bolsa de R$ 200 durante cinco meses. Com esta ação, o Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Educação, vai investir cerca de R$ 2 milhões, beneficiando mais de 1.700 alunos.

Conforme a Coordenação de Aperfeiçoamento Pedagógico da Seduc, um diferencial na atividade de monitoria é a construção de competências e habilidades tecnológicas que irão possibilitar a inclusão do aluno na sociedade digital. O monitor será orientado pelo professor do LEI e receberá uma declaração comprobatória de suas experiências.

Segundo o secretário da Educação, Idilvan Alencar, a ação tem o objetivo de valorizar as escolas e auxiliar na inserção dos jovens no contexto profissional. “Compartilhar o conhecimento com outro eleva o grau de compreensão do assunto abordado. Isso faz com que haja uma melhora no rendimento de ambos os alunos envolvidos no processo, tanto o monitor quanto o colega”, destaca o secretário.

Assessoria de Comunicação da Seduc
Juliana Sampaio
imprensa@seduc.ce.gov.br

COMENTAR