LOGO-NEWS-CARIRI

1º Fórum de Direitos LGBT debate efetivação e garantia de direitos

Publicidade

Com o intuito de apresentar os membros do novo Conselho Municipal dos Direitos LGBT de Juazeiro do Norte, juntamente com o Plano de Ação para o ano de 2017, foi realizado nesta sexta-feira, 28, no Serviço Social do Comércio (SESC), o 1º Fórum de Direitos LGBT, adotando na sua primeira edição o título ‘Respeito por Direitos’.
Estiveram presentes a Secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho (SEDEST), Isabela Bezerra, e demais representantes Governamentais, da sociedade civil, estudantes universitários e o presidente da Comissão de Direitos de Gênero da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da subsecção em Juazeiro do Norte, Tiago Callou.
O evento está sob a responsabilidade do Conselho Municipal dos Direitos LGBT, que tem como presidente, Brenda Vlasack, e é vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho. “Iremos nos empenhar para a criação de uma cultura de respeito. Precisamos romper paradigmas e trabalhar para uma sociedade sensível”, afirmou em sua fala.
O Fórum reiterou a importância de problematizar normatizações, naturalizações e dicotomias, de maneira que envolvam a compreensão das diversidades sexuais e de gênero. Dessa forma, será possível criar políticas públicas para zelar pelo cumprimento dos direitos de cidadania da população LGBT.
A Secretária da SEDEST, Isabela Bezerra, em sua fala de abertura do fórum, parabenizou a atuação do Conselho e o empenho em debater com a sociedade. “A realização desse primeiro Fórum mostra o quanto todos os envolvidos, que encabeçam o Conselho de Direitos LGBT, estão focados em traçar e planejar objetivos. É dessa forma que a gestão quer sensibilizar a sociedade, através do debate”, disse.
Plano de Ação 2017 – primeiros passos
Para execução do plano, algumas ações já estão em prática, a exemplo das buscas de dados estatísticos junto às Delegacias do Município, como os números de atendimentos e encaminhamentos mensais dos casos de preconceito e discriminação com a população LGBT, formação de grupos temáticos e comissões e a capacitação com Conselhos Tutelares.
A presidente do Conselho, Brenda Vlasack, também desenvolve importante trabalho de discussão de gênero no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), do bairro João Cabral. Segundo o diretor da Proteção Social Básica, Sandoval Barreto, a equipe técnica da SEDEST está se empenhando para que em todos os nove CRAS do município, seja desenvolvido trabalhos como esse. “Saímos daqui como multiplicadores, garantindo que todos os CRAS de Juazeiro terão grupos de gênero, vamos fortalecer os direitos para romper com as desigualdades”, afirmou.
Para encerrar o Fórum, Brenda Vlasack apresentou os passos seguintes, envolvendo pastas, como a cultura e educação para o desenvolvimento dos trabalhos. Entre elas, a promoção de denúncias de toda e qualquer atitude de discriminação à população LGBT; garantia de acessibilidade do cidadão LGBT a todos os ambientes, inclusive os que prestam serviços públicos e privados; realização de palestras nas escolas sobre o tema LGBT; formação e capacitação contínua na temática da diversidade de orientação sexual e identidade de gênero dos profissionais da rede socioassistencial, bem como para os próprios conselheiros; participação social no processo de formulação, implementação e monitoramento das políticas públicas para LGBT; fomento a projetos e atividades de entidades privadas e da sociedade civil sobre o tema da diversidade de orientação sexual e identidade de gênero; realização e apoio à campanhas voltadas à população LGBT e capacitar, monitorar, avaliar e divulgar regularmente as ações do Conselho.
Após as falas dos membros do Conselho, foi aberto para aos participantes apresentarem suas demandas e sugestões.

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas