LOGO-NEWS-CARIRI

Câmara do Crato – Questões ligadas à educação dominam pauta de discussões em sessão

Publicidade


As questões voltadas à educação em Crato, nos âmbitos municipal e estadual, dominaram a pauta de discussões da sessão ordinária desta terça-feira (14) da Câmara de Vereadores do Crato. Os parlamentares debateram fechamento de escola e de creche, ampliação de colégio, transporte escolar e a oferta de vagas no Ensino Médio durante o período noturno

No Pequeno Expediente o vereador Roberto Anastácio (Bebeto, PTN) comentou notícias sobre o fechamento da escola estadual Presidente Vargas, do bairro Mirandão. Segundo conta, o colégio seria fechado devido à baixa procura por matrículas. Ele sugeriu que ela seja transformada em escola profissionalizante no formato de outras duas existentes em Crato.

“Acreditamos que o fechamento de uma escola hoje não é o ideal”, disse Bebeto. “Estamos sugerindo, já que a demanda para as escolas profissionalizantes é grande, que a Câmara envie ofício ao governador Camilo Santana para que ele não deixe a escola ser fechada, que a transforme em escola de ensino profissionalizante, pois assim a demanda para ela irá aumentar”.

O vereador Amadeu de Freitas (PT) sugeriu cautela para tratar da criação de uma nova escola profissionalizante. De acordo com o parlamentar, é preciso ser feito um estudo sobre “quais são as áreas que demandam cursos profissionalizantes além daquelas ofertados pelas escolas Violeta Arraes e Virgílio Távora”.

Amadeu de Freitas ainda levou à discussão o encerramento de ofertas de vagas no Ensino Médio no período noturno. O vereador disse ter sido informado de que o Colégio Estadual, cujo Ensino Médio passa a ser em tempo integral, não mais vai ofertar vagas à noite para esta etapa do currículo escolar.

“A escola em tempo integral funciona durante o dia e não oferta vagas no turno noturno”, relembra Amadeu. “Com isso, aquela região das escolas do Pimenta que atendem os alunos do Lameiro e do Grangeiro, vão deixar de ofertar o ensino médio a noite”.

Segundo levantamento feito pelo vereador, a escola mais próxima a esses alunos que oferta ensino médio a noite é o José Alves de Figueiredo, no bairro Vila Alta. “Para quem vem do Grangeiro, do Lameiro e daquela região fica muito distante e eles têm dúvidas se o transporte escolar vai conduzi-los até a escola José Alves.

O parlamentar afirmou que terá uma audiência com a coordenadora da Crede para buscar uma alternativa a esta situação. “O estado tem que se preocupar com essa população de alunos que trabalham e estudam à noite e que não terão mais o Colégio Estadual ofertando esse nível de escolaridade”.

A vereadora Vicência Leandro (PMN) apresentou demandas da escola José do Vale, no bairro Nossa Senhora de Fátima, cujo espaço não comporta os mais de mil alunos que geralmente nela são matriculados. Líder do Prefeito Zé Ailton Brasil na Câmara, Renan Almeida (PEN)informou que a ampliação da escola demandaria tempo, enquanto o início do ano letivo está programado para 27 de março. Desta forma, os estudantes serão encaminhados para o Colégio Municipal.

“Nós falamos da opção do município em fazer a transferência dos alunos ao Colégio Municipal que tem toda a infraestrutura, tinha vagas ociosas e que pode receber esses alunos sem aumentar o custo deles para o município, que economiza recursos e presta o mesmo serviço de qualidade para os alunos que serão transferidos até o Colégio Municipal”.

O vereador recordou, ao tratar sobre o fechamento da escola Presidente Vargas, que as questões ligadas ao ensino médio devem ser tratadas pelo Governo do Estado. “É a Crede que deve se manifestar a respeito”, conta. “A informação que temos é que aquela escola tem uma quantidade pequena de alunos e causa um custo desnecessário. Porém, não podemos trazer esse custo para o município que já vem com poucos recursos e queda de arrecadação”.

Para o presidente da Câmara, Florisval Coriolano (PRTB), o fato de alunos serem transferidos da sede do colégio Presidente Vargas, no Mirandão, para o anexo da escola no distrito de Santa Fé, confirma o fechamento da instituição de ensino. Os vereadores ainda solicitaram a presença de representante da Crede 18 para prestar esclarecimentos em sessão posterior.

Já o vereador Fernando Brasil (PP) tratou sobre o transporte escolar de estudantes que moram na Zona Rural do Crato. Ele disse não entender recomendações baseadas no Código de Trânsito Brasileiro de que estudantes não possam ser conduzidos em camionetes, como as “D-20”.

Segundo o parlamentar, existem localidades, especialmente na Zona Rural, que os veículos recomendados não conseguem ter acesso. Do mesmo modo, evidenciou o aumento no preço do litro de gasolina.

———————————————————————————————————————————————————-

Requerimento prevê instalação de câmeras de monitoramento em Crato

O vereador Roberto Anastácio (Bebeto, PTN) solicitou, durante a sessão de terça-feira (14), a instalação de um sistema de monitoramento em Crato.

“Nos municípios em que foram instaladas câmeras de segurança a criminalidade diminuiu drasticamente, principalmente nos crimes contra o patrimônio e contra à pessoa”, avalia Bebeto.

Segundo o parlamentar, a ideia é proposta por ele desde 2014 e não foi efetivada. “Nós queremos”, disse o vereador “que o prefeito peça auxílio ao Governo do Estado e que instale essas câmeras de segurança, pois acredito que só trará benefícios”.

O vereador explica que as câmeras de monitoramento seriam colocadas em entradas e saídas de cada bairro, distrito e do município. Formariam sistema que permitiria o monitoramento de quem chega ou deixa a cidade do Crato.

———————————————————————————————————————————————————-

Melhorias para o Centro de Zoonoses são requeridas em sessão

O Centro de Zoonoses do Crato recebeu atenção por parte da Câmara Municipal durante a sessão de terça-feira, 14. O vereador Pedro Alagoano (PSD) disse ter recebido denúncias de que animais têm sido abandonados à porta daquele equipamento e pediu providências.

Líder do Prefeito na Câmara, o vereador Renan Almeida (PEN) revelou projeto da Secretaria de Saúde para melhorias no Centro de Zoonoses do Crato “para que ele funcione de maneira adequada, já que ele tem um caráter regional”.

O parlamentar ressaltou, ainda, duas visitas feitas pelo secretário de Saúde, André Barreto, ao equipamento.

“Em busca de soluções e ideias para que a Secretaria de Saúde possa tornar o Centro de Zoonoses viável para que a gente melhore a saúde dos animais e, com isso, traga uma melhoria também à saúde humana”.

Requerimentos

Cada vereador cratense pode apresentar até dois requerimentos em casa sessão, como este que pede providências para o Centro de Zoonoses.

Nas primeiras 10 sessões da 28ª Legislatura, os parlamentares cratenses deram entrada em mais de 300 requerimentos.


Roque Roque – Diretor de Imprensa – Câmara de Vereadores do Crato
Contato: (88) 3523-2749

Mídias Digitais:
* Facebook: https://www.facebook.com/CamaraDoCrato/
* Instagram: https://www.instagram.com/camaradocrato/

Publicidade

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

FFC272FC-CA03-4A94-A7A0-38967487BE92
3FB15E2F-83D2-4049-A223-93DA1E6E9C5B

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas