LOGO-NEWS-CARIRI

Secretaria de Saúde anuncia reforço de 3.710 profissionais durante o carnaval de Pernambuco

Publicidade

Durante o carnaval deste ano, as unidades de saúde de Pernambuco receberão o reforço de 3.710 profissionais. Eles vão atuar nos plantões das urgências, emergências e maternidades. O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (20), pelo secretário de Saúde, Iran Costa. A operação especial para a folia de momo começa às 19h da sexta (24) e segue até as 7h da quarta-feira (1º). De acordo com o secretário, o plano de ações para o carnaval começou a ser montado em outubro do ano passado. O investimento total é de R$ 2,3 milhões, praticamente o mesmo valor investido em 2016.

“É importante frisar que três recentes convocações – duas em 2016 e uma já este ano – garantiram a chegada de 3,8 mil profissionais aprovados em concursos públicos para fortalecer as escalas de plantão nos serviços de saúde distribuídos por todo o estado”, pontuou Iran Costa.

Apesar da diminuição nos casos de dengue, zika e chikungunya, a Secretaria afirma que a preocupação com o mosquito Aedes aegypti é constante. Serão distribuídos panfletos com informações em português, inglês e espanhol para combater o mosquito.

Além disso, 60 mil cartilhas em português e inglês serão distribuídas aos foliões com informações sobre os serviços de urgência e emergência em funcionamento, dicas de saúde e cuidados com arboviroses. O material também pode ser encontrado no site da Secretaria Estadual de Saúde. Também serão afixados cartazes com as informações nos ônibus que circulam na Região Metropolitana do Recife e no interior do Estado.

Outra preocupação da secretaria é em relação às doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Durante os dias de folia, serão distribuídos 10 milhões de preservativos, em 184 municípios. Desses, 220 mil serão entregues durante o desfile do Galo da Madrugada.

Trinta mil folhetos sobre a febre amarela serão distribuídos (Foto: Lorena Andrade/G1)Trinta mil folhetos sobre a febre amarela serão distribuídos (Foto: Lorena Andrade/G1)

Trinta mil folhetos sobre a febre amarela serão distribuídos (Foto: Lorena Andrade/G1)

Febre amarela

“O risco de Pernambuco ter uma epidemia é muito baixo, mas nem por isso deixaremos de ter cuidado”, afirmou o secretário estadual de saúde, Iran Costa, sobre a febre amarela. A doença terá vigilância reforçada durante o carnaval. Equipes da Secretaria estarão no Aeroporto Internacional dos Guararapes e no Terminal Integrado de Passageiros (TIP) na sexta (24) e no sábado (25), quando o fluxo é maior, distribuindo 10 mil panfletos informativos sobre a doença.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também participa da ação podendo, inclusive, notificar caso algum passageiro apresente sintomas durante a viagem. Além disso, os folhetos também serão distribuídos pelas equipes educativas da Operação Lei Seca.

Lei Seca

A Operação Lei Seca este ano contará com novidades. A primeira delas é o reforço de oito motos nas equipes de fiscalização. Além de acompanharem os bloqueios, elas ficarão em pontos estratégicos, próximo a retornos e conversões. Equipes da Companhia de Policiamento com Cães (CPCães) também vão auxiliar.

Outra novidade é o bloqueio viário, uma ferramenta, uma espécie de lombada, que reduz a velocidade e evita que os condutores “furem” o bloqueio da Lei Seca. No total, serão 75 bloqueios itinerantes, sendo 12 educativos e 63 de fiscalização.

De acordo com o tenente-coronel Luciano Nunes, coordenador de operação da Lei Seca, no ano passado, 15.026 veículos foram abordados. Desses, 185 receberam infrações por alcoolemia. Segundo o secretário de Saúde, Iran Costa, “onde a Lei Seca está presente, consegue diminuir entre 20% e 25% os acidentes. Ela tem um papel fundamental”.

Galo da Madrugada

Durante o sábado (25) do desfile do Galo da Madrugada, equipes da Lei Seca farão bloqueios por 24 horas (das 8h do sábado às 8h do domingo) nas principais vias que dão acesso ao bloco.

Pelo sexto ano consecutivo, a vigilância das ocorrências de saúde durante o desfile do Galo será feita em tempo real. Doze profissionais de saúde estarão com tablets conectados ao software Ambiente de Monitoramento de Risco (Amber), com informações e dados gerados pelos hospitais da Restauração, Getúlio Vargas, Otávio de Freitas, Barão de Lucena, Agamenon Magalhães, Imip, Correia Picanço e Universitário Oswaldo Cruz; pelas UPAs Imbiribeira, Torrões e Caxangá; e pelos postos do Samu na Praça Sérgio Loreto, Avenida Dantas Barreto, Pátio do Carmo, Rua do Sol e Central 192; além do Serviço de Verificação de Óbito (SVO) de mortes suspeitas que estejam relacionadas com doenças e agravos.

As notificações de acidentes e doenças chegarão ao Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde, onde uma equipe vai acompanhar as ações. Também haverá monitoramento através das redes sociais.

Para onde levar

A Ouvidoria da SES, que atende no telefone 0800.286.2828, funcionará das 6h às 22h durante todos os dias de Carnaval (da sexta à Quarta-feira de Cinzas) para esclarecer a população sobre onde buscar o atendimento necessário. Com um sistema informatizado, os profissionais poderão visualizar, de acordo com o município do usuário, o perfil das unidades de saúde mais próximas, evitando a concentração do atendimento nas grandes emergências.

Leia também

TV News Cariri

Publicidade

Contatos:

E-mail : nnewscariri@gmail.com

Últimas