Ipu (CE): Morreu o PM SubTen Arnaldo que passava pro problemas de saúde

Bastante conhecido na cidade de Ipu e em toda região da Serra da Ibiapaba e parte do Noroeste do Estado, o Policial Militar SubTenente Arnaldo morreu na manhã deste domingo (19), na cidade de Ipu, onde tinha sua residência no Bairro Reino de França.

O PM Arnaldo trabalhou em diversos municípios: Ipu, Guaraciaba do Norte, Ipaporanga, Tamboril.

Segundo um colega da PM que trabalhou recentemente com o SubTen Arnaldo, o amigo passava por problemas depressivos e teria até lhe mostrado um atestado reclamando que não estaria bem de saúde.

No final do ano passado, ele esteve internado no Hospital Municipal de Ipu tratando de problemas depressivos.

O SubTenente Arnaldo era natural de Crateús e faleceu aos 55 anos de idade.

Netcina

Prefeitura atrai empresa privada e assegura realização do Carnaval em Várzea Alegre

Depois de um ano sem realizar o mais tradicional Carnaval do Sul do Ceará, a Prefeitura de Várzea encontrou uma maneira de realizar a festa sem contrariar a recomendação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que tentar impedir o investimento de dinheiro público das prefeituras que decretaram em janeiro emergência financeira.
A prefeitura abiu processo de licitação de permissão de uso do espaço público do Parque Cívico São Raimundo à iniciativa privada. O certame foi realizado na quinta-feira (16) e acompanhado por vereadores das bancadas da oposição e da situação.
Três empresas compareceram e concorreram ao processo licitatório, sendo vencedora a empresa Pop Eventos – C. Travasso da Gama – ME, da cidade de Iguatu. A oferta foi de R$ 12.000,00, sendo a melhor proposta para o município de Várzea Alegre.
Na sexta-feira (17), a empresa efetuou o depósito na conta da Prefeitura, referente à sua oferta e assinou o contrato para a realização do evento.
A Pop Eventos terá como trabalhar no espaço cedido pelo município a venda de camarotes, entradas para o front stage, patrocínios, venda bebidas e alimentação, ficando o amplo espaço do Parque Cívico São Raimundo para acesso gratuito dos foliões.
Em 2016, a Prefeitura de Várzea Alegre não realizou o carnaval. O ato interrompeu uma sequência de um dos maiores eventos regionais do Ceará.
Ao assumir a Prefeitura de Várzea Alegre em 2017 para seu terceiro mandato, o prefeito Zé Helder, que havia fortalecido o carnaval da cidade em suas duas primeiras administrações, investindo no turismo que gera renda, retomou o projeto neste ano.
O entendimento do prefeito, Zé Helder, é que, o tempo é de crise e que com recursos próprios seria inviável para a Prefeitura realizar o carnaval.
Dada a importância da festa popular, de forte tradição cultural no município, a ideia foi atrair empresas interessadas em promover o evento. “Essa maneira de realizar o carnaval nos permite não gastar um centavo do dinheiro público e ainda ajudar o carnaval cultural, investindo nas escolas de samba de nossa cidade, que são fenômenos históricos, que atraem grande número de turistas”, disse.
Os R$ 12.000,00 que a Prefeitura conseguiu com a permissão de uso do espaço público para a iniciativa privada serão investidos nas escolas de samba Mocidade Independente do Sanharol e Unidos do Roçado de Dentro, que são oficialmente registradas e com documentação legal para receber esse apoio, por meio de subvenção.
A abertura oficial do Carnaval de Várzea Alegre será no sábado, dia 25, quando o prefeito, Zé Helder, entregará a chave da cidade ao Rei Momo Lucas Hegberto, 24 anos, e a Rainha do Carnaval, Vânia Gino, 23 anos, receberá a faixa da festa momina.
As atrações do Carnaval de Várzea Alegre foram divulgadas pela empresa Pop Eventos.
Confira a programação:
Sábado, dia 25/02
– Bom de Mexer
– Lagosta Elétrico
– Irmãos de Farra
Domingo, dia 26/02
– Açoite
– Magníficos Elétrico
– Theska Lima
Segunda-feira, dia 27/02
– Dona Rosa
– Guilherme Dantas
– Pagodão 26
Terça-feira, dia 28/02
– Fabinho
– Ítalo & Reno
– Boca Loka
Desfile das escolas de samba
No domingo, dia 26, desfila a Escola de Samba Unidos do Roçado de Dentro – ESURD.
Na segunda-feira, dia 27, o desfile é da Mocidade Independente do Sanharol – MIS.
Na terça-feira, 28, é dia do desfile da estreante Império Cadenciando do Riachinho.

(Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura)

China suspende importação de carvão da Coreia do Norte

A China anunciou neste sábado (18) a suspensão das importações de carvão da Coreia do Norte para todo o ano de 2017. A medida, anunciada pelo Ministério do Comércio, valerá a partir de amanhã.

A suspensão foi aprovada no fim de dezembro e tem como objetivo reforçar as sanções das Nações Unidas contra os testes balísticos e nucleares da Coreia do Norte. Fontes locais relatam que Pequim estaria “fortemente irritada” com as atitivades militares e com o assassinado de Kim Kong-nam, meio-irmão de Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte.

A China é a principal parceira comercial da Coreia do Norte e destino principal das exportações de carvão e minério de ferro. (ANSA)

noticiasaominuto

Comunidade de surdos reivindica curso de graduação em Letras Libras em Iguatu

O Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei Nº 13.146/2015) institui o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais, inclusão social e cidadania, em condições de igualdade. É com base nessa Lei que a Associação de Surdos de Iguatu (ASI) e o Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Específicas (Napne) reivindicam a criação de um curso de graduação em Letras Libras, no Instituto Federal do Ceará (IFCE), campus do Iguatu.

Para chamar atenção da instituição, a comunidade surda de Iguatu promove, neste sábado, 18, uma mobilização na Praça da Caixa, na rua Floriano Peixoto, Centro do município. Os manifestantes se encontrarão às 8 horas na praça e seguirão em caminhada com cartazes pelo Centro. De volta à Praça, haverá oficina, apresentação teatral e musical em Libras, a língua brasileira de sinais.

Fundada em 2004, a Associação é responsável pelo primeiro projeto de educação especial no município situado a 384,1 km de Fortaleza. De lá pra cá, mais de uma dezena de surdos já se formaram no ensino fundamental e médio, e outros estão em processo de formação. Além de Iguatu, moradores de Cedro, Icó e Cariús também se formaram.

“Antes desse projeto não existiam surdos na educação de Iguatu”, diz o presidente da Asi, Antônio Nelson Teixeira. “A partir disso, mapeamos a comunidade e descobrimos que praticamente todos os surdos estavam fora das escolas por falta de intérprete. Batalhamos cada vez mais por esse direito”.

A Associação conta com cerca de 80 surdos, muitos ainda fora da realidade de inclusão. Conforme o presidente, ainda é preciso implantar a educação especial em pequenas comunidades da região, como José de Alencar, Quixelô e Serrote.

Cultura surda

“A questão de acessibilidade aqui em Iguatu ainda é complicada. Nós precisamos de oportunidades no ensino e no mercado de trabalho e a única oportunidade é ensinar Libras. Por isso essa graduação é tão necessária”, destaca.

“Há também a acessibilidade comunicativa. São poucos os intérpretes preparados para lidar com as instituições, como Ministério Público e hospitais, quando necessário”, completa Nelson teixeira. A vice-presidente Bruna Semelon destaca que o curso vai difundir ainda mais a cultura surda. “A comunicação no setor público vai ser mais acessível”. A cidade conta hoje com apenas sete intérpretes.

Intérprete da língua de sinais há 16 anos, o professor Emerson Cristian Pereira, do IFCE, também elaborou um projeto político de curso de licenciatura em Letras Libras. Parte do Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Específicas (Napne), ele diz que a manifestação deste sábado deverá sensibilizar a reitoria do IFCE para a concepção do curso.

Ele lembra que o único curso de graduação no Estado é da Universidade Federal do Ceará (UFC) e que a Universidade Federal do Cariri (UFCA) também está no processo de discussão. “Chegou a hora do ensino superior fazer sua parte. Essa luta é da comunidade”. A expectativa, conta Emerson, é que aproximadamente 200 pessoas participem da passeata.

A proposta pedagógica do curso foi apresentada à reitoria do IFCE na última semana. Em nota enviada ao O POVO Online, a assessoria de comunicação do IFCE reconheceu a importância da reivindicação do curso na Cidade e que deve estudar a proposta apresentada pela Associação de Surdos de Iguatu (ASI) e pelo Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Específicas (Napne).

Confira a nota na íntegra:

Em relação à demanda pela implantação do curso de Licenciatura em Libras no campus de Iguatu, do Instituto Federal do Ceará (IFCE), entendemos como legítima a reivindicação de segmentos da sociedade local. É importante destacar que qualquer pessoa ou entidade pode solicitar ao IFCE um estudo acerca da possibilidade de abertura de curso técnico ou superior.
Com base na demanda, faz-se um estudo de viabilidade para verificar as condições de infraestrutura e de corpo docente, submete-se a proposta a uma audiência pública no campus e depois aprova-se perante o Conselho Superior (Consup).
O campus de Iguatu, por sua vez, encontra-se à disposição para receber dos proponentes o pedido para submetê-lo a análise perante a comunidade. Vale lembrar que, diante da aprovação do curso, é preciso incluí-lo no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), para garantir os recursos financeiros necessários à implantação.

RUBENS RODRIGUES
O POVO

“Trabalho por um Brasil para todos os brasileiros”, afirma Eunício

O presidente do Senado Federal Eunício Oliveira afirmou nesta ultima sexta-feira que sua atuação será pautada pela busca de um país que ofereça oportunidades iguais para todos os brasileiros. Ao discursar no encontro organizado pelo PMDB para debater a questão hídrica e o apoio aos trabalhadores rurais, Eunício fez um balanço da conjuntura política nacional e garantiu que o país está encontrando o caminho certo para promover a igualdade.

“Se Deus me deu a oportunidade de, após estudar em uma escola de taipa, chegar a presidir uma das pilastras que sustentam a nossa democracia, vou honrar essa oportunidade que foi dada mim dada pelo povo do Ceará e pelos meus pares com responsabilidade. Eu sei o que pesa e o comportamento que devo ter. Não posso me calar diante de tantas injustiças feitas contra o nordestino e contra o povo pobre. A minha luta é que para um dia, com a força de Deus, poder dizer ao povo do Ceará que vivemos não mais no Brasil de alguns, mas sim no Brasil de todos os brasileiros”, declarou Eunício.

O presidente do Congresso Nacional destacou uma série de ações do Governo Federal que terão impacto positivo na população nordestina, como o envio de 200 mil sacas de milho de qualidade a serem disponibilizados pela Conab nas mesmas condições que vinham sendo praticadas com outros estados. “Não é justo o cearense pagar R$ 70 pela saca, quando Goiás e Brasília pagam R$ 33. Pedi ao presidente que forneça ao cearense com o mesmo preço, para atender melhor aos agricultores do meu estado”, defendeu.

Eunício anunciou ainda que parte das 600 mil habitações populares anunciadas pelo Ministério das Cidades também serão destinadas ao Ceará. Assim ele estimulou os prefeitos a apresentarem projetos ao Governo Federal. “Levem projetos para Brasília. Não tenham constrangimento de encher os ministérios de projetos para desenvolver os municípios”, sustentou.

No tocante à Transposição do Rio São Francisco, Eunício afirmou que está sendo licitada a última etapa do Eixo Norte que falta para que a água chegue ao Ceará. Segundo ele, há um compromisso do Ministério da Integração Nacional e do presidente Michel Temer de concluir essa obra até o fim deste ano, e os recursos para o Cinturão das Águas, que vai se conectar aos canais da Transposição, já foram liberados para o Governo do Estado.

Eunício aproveitou para declara reforçar o compromisso de ajudar a trazer recursos para o Ceará, mesmo sendo oposição ao Governo do Estado. “Não esperem de mim nenhuma ação de oposição quando se trata de trazer recursos para o Ceará. Nessa hora, eu sou apenas um representante do estado do Ceará e cumprirei a minha missão até o último minuto do meu mandato”, assegurou.

O senador defendeu ainda que o Conselho Monetário Nacional autorize a liberação de R$ 27 bilhões que estão parados no Fundo de Desenvolvimento do Nordeste para estimular o desenvolvimento da economia na região, com taxas de juros mais baixas. Para Eunício, o país vive um novo momento de retorno ao controle inflacionário e redução da taxa básica de juros, e que não faz sentido o FDNE manter taxas impraticáveis, que impedem o surgimento de novos negócios.

Eunício anunciou ainda que, na próxima terça-feira, o Senado deve aprovar uma nova parcela da chamada repatriação, que abre a possibilidade de o contribuinte regularizar junto à Receita Federal a situação de bens e ativos mantidos no exterior e não declarados. Segundo o senador, parte dos recursos advindos do programa será repassada aos municípios.